Campo de batalha

Eu não conseguia explicar. E também não queria que você se explicasse. Não tinha mais nada a ser dito. De repente era amor o que sentíamos. Mas agora olho pra você e te vejo me olhar com indiferença. Uma palavra e tudo se transformou a nossa volta.  Por que são essas pequenas coisas que nos desmontaram, que nos fizeram chegar a essa situação? Meu mundo não é o mesmo sem você,  estou aqui sem proteção como sempre estive. Mas não posso voltar agora. não consigo achar o caminho que me leva de volta pra você. Há mais do que pedras no caminho. Minhas mãos estão atadas. Está escuro e eu tenho medo. Não posso evitar, é mais forte do que eu. Achei que você era a luz que me guiaria por esse caminho. Mas continuei caminhando na escuridão, sem poder enxergar nem saber pra onde ia. Tinha que confiar em meus instintos, em minha sensações, e deixar meus pés me guiarem.  Não é possível engolir o orgulho. Você não quer isso. Mas lá estava eu, pedindo pra você ficar enquanto você dizia que ia partir. Eu levantei minha bandeira, me rendi. Deixei de lado todo meu orgulho e implorei que ficasse. Sou ridícula. Mas doía demais não ter você. Sem você eu ficava vazia denovo. Sem nada pra preencher. Sem nada para acreditar. Pegue sua armadura. Finja pra si mesmo que está tudo bem . De que não fui nada pra você. De que tudo isso foi um erro. Suas palavras viraram tiros. Tiros que você joga em direção a mim sem nenhuma piedade.
Eu não consigo te reconhecer. Cheguei perto de ti e se afastou. Olhei dentro dos seus olhos e me assustei. O brilho pelo qual eu havia me encantado sumiu. O sorriso doce que me hipnotizou foi tomado por uma expressão fria. Os elogios se foram. As pétalas das flores com as quais me jurou amor eterno caíram. Tudo está se revertendo. Os beijos, as risadas, as confidências e as lágrimas. Enquanto meu mundo desmoronava , você gritava até me fazer chorar. E ai conseguia me fazer acreditar que era eu. Que tinha alguma coisa muito errada comigo. E a culpa que eu sentia só piorava as coisas. Eu jamais quis começar essa guerra. Nunca quis magoar você. Eu fiz a coisa certa, dei o melhor de mim. Era pra sempre , juramos até o fim. Mas você esqueceu de me avisar que o nosso pra sempre acaba assim. E eu tenho que parar de me importar. Eu deixei nossos sonhos pra trás, para viver os meus. Essas palavras sobre você, ficarão para trás. Mas eu lembro das coisas do mesmo jeito do amanhecer até quando vou me deitar. Estou em meio a guerra. E meu pior inimigo é meu coração. Todos esses momentos se foram, eles foram substituídos por outro. Outros melhores, que estão acontecendo, que estão por vir, ou que já foram. Mas todos eles são sem você. Nunca quis crer mas você transformou nosso amor em um campo de batalha, onde eu entrego me armadura e me rendo. Por que nessa guerra não há mais motivo para se lutar.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.