Indicação de Filme: A Girl Like Her



 Filme: A Girl Like Her ( sem título em português)
Gênero: Drama, Colegial, Bullying, Drama
Lançamento:  Março de 2015 (EUA). Ainda sem data de lançamento
pro Brasil.
Duração: 1 hora e 31 minutos ( aproximadamente)
Nota: 5 de 5( excelente)

Acabei assistindo por escolha aleatória em uma noite de frio e me surpreendi muito. A Girl Like Her foi o filme que conseguiu tirar lágrimas minhas durante suas cenas coisa que não acontece com muita frequência. Sem título em português e ainda sem previsão de lançamento oficial pra cá, o filme já está disponível online que mostra uma realidade escancarada de como o bullying realmente afeta as pessoas que são vítimas dele resultando em suicídio quase todas as vezes, o que é muito triste e angustiante de se ver. São apenas jovens achando que ao fazer isso serão melhores que outros, mas não percebem o dano que causam em outros. Desde o começo do mesmo, a pessoa do outro lado da tela deve ficar atenta ao que está acontecendo já que as cenas são desenvolvidas de uma forma diferente e não necessariamente em uma ordem específica.

 O filme é tão real que choca por sua produção e a maneira como esse assunto é tratado. Brincadeiras simples que pra algumas pessoas não significam nada pra quem está praticando e que machucam a quem está sendo alvo.  No enredo, Jessica Burns que está no segundo ano tem vivido um inferno já que uma das meninas mais populares da escola e seu grupinho a perseguem com brincadeiras, ofensas e atos inconsequentes. Avery Keller, a garota que pratica bullying com Jessica uma vez já foi a melhor amiga de Jessica só que agora as coisas são bem diferentes. O filme praticamente expõe todo o bullying de uma forma diferente dos filmes do gênero. O pontapé inicial do mesmo parte de quando Jessica toma um frasco de comprimidos inteiro na tentativa do suicídio e é encontrada por sua mãe. Em estado de coma, as coisas começam a mudar na escola quando os alunos sabem da situação da jovem. 

Um documentário começa a ser gravado sobre a mesma pegando depoimentos de alunos, da personalidade de Jessica e principalmente da relação dela com Avery. Além de acompanhar e tentar entender o que aconteceu com Jessica, o documentário dentro do filme acompanha o sofrimento dos pais de Jessica que nem sabiam pelo que ela estava passando. Seu único e melhor amigo é o único que a consola e vê o efeito do bullying na mesma. Com uma ideia súbita o mesmo sugere que Jessica use uma câmera escondida em um broche para filmar tudo que acontece quando ela está com Avery. Apesar de duvidar um pouco a jovem aceita e os dois conseguem vídeos de mais de 3 meses de assediamento de Jessica por Avery incluindo ofensas, ameaças, brincadeiras por mensagem de texto, por email ou em qualquer lugar que Jessica estivesse. Sendo arduamente perseguida e torturada Jessica se fecha ainda mais sem entender porque Avery a odeia tanto. E isso é um dos pontos altos do filme, durante o documentário podemos acompanhar a vida de Avery e entender parte do que motiva uma pessoa a praticar bullying com outra.

 Esse filme me deu uma perspectiva totalmente diferente do que eu tinha sobre o assunto e me fez pensar no outro lado além da vítima. Creio que nada justifica a prática do bullying, mas com o longa conseguimos entender um pouco dos motivos da pessoa praticante que ao que se percebe desconta sua raiva, frustração, mágoa e problemas familiares em outra pessoa por não saber lidar com o que está sentindo. É interessante ver que muitas vezes o praticante nem tem ideia do quanto o que faz é grave e das consequencias disso em sua vítima. Quando o amigo de Jessica, divulga as imagens gravadas escondidas depois do coma da amiga para o pessoal do documentário, a situação muda e Avery se vê em um lugar que nunca imaginaria. É triste e agoniante ver o sofrimento dos pais que nem sabiam do que acontecia, que se sentem perdidos e de certa forma culpados. 

O desenvolvimento, o enredo, o elenco e tudo foi desenvolvido de uma forma impressionante que fez com que tudo ficasse representado de uma forma extremamente real. O final é bem emocionante e te faz torcer pela personagem, refletir e se você for emotiva arrancar lágrimas também. Um retrato muito bem feito sobre o bullying e seus efeitos não somente nas vítimas, mas sim na família, nos amigos e no praticante. É um filme incrível que deve ser assistidos por TODOS para que possam ter noção do que certas ações e palavras fazem com outras pessoas. Com elogios de vários críticos e jornais do estado americano, você com certeza não deve perder isso. 




Aos 16 anos, Jessica Burns guarda um segredo. A única pessoa que o conhece é seu melhor amigo, Brian Slater. Durante o ano, ela tem sofrido com as maldades da sua ex-melhor amiga, Avery Keller, uma das alunas mais bonitas e populares da escola. O que se pode fazer quando o mundo vê a imagem de uma pessoa que não corresponde a realidade? Com a ajuda de Brian e uma câmera, as imagens das maldades de Avery são filmadas e finalmente mostradas a todos, fazendo com que as duas garotas e suas famílias tenham que encarar a verdade





Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Que bacana a sugestão de filme...ainda não assisti, mas já vou colocar na minha listinha..

    Dani Ramos
    www.donaengenhosa.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.