Entre escritores/ Dicas de publicação e escrita

Devido a publicação do meu primeiro livro muitas pessoas tem me pedido dicas, pedindo para olhar textos e também com dúvidas sobre processo de publicação e o mercado editorial. Resolvi fazer uma postagem especial com dicas para escrever melhor e também os processos de publicação.Espero que gostem.

Entre escritores- Dicas para escrever melhor e dicas de publicação


Ame o que faz
Primeiramente e o mais essencial nem preciso falar ,que para escrever você tem que tem que gostar. Eu costumo dizer que para escrever você tem que amar fazer isso. Não dá pra do nada falar " Vou escrever um livro". Isso tem que se manifestar naturalmente e se for realmente um talento as coisas irão sair normalmente. O escritor tem que ter a consciência plena de que as recompensas são consequências de um trabalho duro e de qualidade e ter muita paciência.

Escreva com seu coração
Como eu acabei citando acima, para escrever você tem que sentir tudo dentro de você, colocar todo seu sentimento, dedicação e coração nas palavras que escreve. Escrever o que está se sentindo é uma boa pra começar uma história, um texto ou um algum assunto. As vezes ganchos de um pensamento se ligam a outro e assim vai indo.

Se atente ao português e os acentos
Isso é meio óbvio entre escritores, estar ciente das palavras corretas em português e saber usar da ortografia muito bem faz com seu texto se enriqueça. Então não precisa ser um expert no assunto, mas procure sempre depois que terminar de escrever algo, reler várias vezes, por que na empolgação acabamos deixando frases sem sentido, incompletas, ou com falta de acento. Querendo ou não, ver uma palavra escrita errado em um texto, faz com que ele perca todo seu encanto. Se você tem problemas com a vírgula, tente fazer frases curtas. Se atente a repetição de palavras, tente troca-las por sinônimos. Cuidado com a concordância e com o sentido

Tire inspiração de outros lugares
Muitas leitoras já me perguntaram de onde tiro inspiração pra escrever, eu costumo ouvir muita música, analisar bem as pessoas, as situações que vivencio e os lugares pelo que passo. Isso tudo faz com que as idéias se manifestem naturalmente e desenvolva sua mentalidade e criatividade.

Leia muito
Se você não gosta de ler pode encontrar um pouco de dificuldade em desenvolver suas idéias, as leituras estimulam nosso cérebro e criatividade trazendo riqueza ao nosso vocabulário e sendo assim temos mais palavras para usar e textos melhores saem.

Sempre procure evoluir
Não é porque escrevemos bem , que não temos mais nada para aprender. Tente treinar escrevendo sobre assuntos diversos, e leia para aumentar seu vocabulário. Enriqueça seu texto.

Procure um lugar que consiga organizar suas ideias
Há pessoas que só conseguem se concentrar em lugares calmos e quietos, outras ouvindo música. A minha dica é procurar um lugar onde se sinta confortável para pensar e organizar seus pensamentos. Lembrando que há dias que nossa mente não produz nada e que também precisamos dar um descanso a ela. Nos dias, em que tentar escrever e não sair nada, não se esforce, tente no outro dia.

Acredite no seu trabalho e naquilo que escreve
De nada adianta as melhore dicas se você não gosta dos seus textos. Antes de trabalhar mais nisso, mostre alguns dos seus textos para amigos ou familiares e peça a opinião sincera. Acreditar no seu trabalho é uma das melhores formas de mostrar sua capacidade.


Não desista no primeiro não
Não vou mentir e dizer que é fácil, porque não é. Nada na vida é fácil. E isso não muda com relação ao mercado editorial e autores brasileiros. É um cenário difícil para se encaixar. Então não desista, continue tentando mesmo que ninguém acredite que é possível, uma hora acontece.

Explore suas opções e escolha a melhor
Quando finalizar sua história, pesquise sobre as diversas editoras, e separe aquelas que cabem na linha do seu livro. Há muitas vezes em que você quer muito uma editora mas ela não se encaixa no perfil da obra que você está escrevendo, então mande seu material apenas para as cabíveis e as que oferecerem um trabalho de qualidade e com o qual você possa arcar. Algumas editoras são pequenas e desconhecidas mas não se deixe levar pelo preconceito muitas delas tem muito mais cuidado com o sua obra. A maioria delas exige sim uma grande quantia de dinheiro, por isso estejam cientes disse que é verdade. Não é pagar para escrever mas sim eles obrigam a comprar a primeira tiragem do seu livro , que na maioria dos casos é de 1.000 exemplares que fica na faixa de mais de 10 mil reais. Estou falando a realidade pra vocês, porque venho procurando e passando por várias editoras desde janeiro e pensei muitas vezes em desistir. Então tentem todas que acharem cabíveis, mas se atentem a tudo.

Participe de grupos de Blogs no Facebook 
Há dezenas de grupos criados no Facebook para reunir blogueiras, alguns são só pra discutir assuntos outros somente para divulgar postagem. Eu tenho mais de 20 grupos que eu participo e eles são muito úteis na divulgação,interaja, troque experiencia e faça amigos, participe, só tem a ganhar. Além de fazer amizades incríveis, o carinho de certas pessoas é único.

Humildade e simpatia em primeiro lugar
Acreditar no seu trabalho é uma coisa, esbanjar e esnobar são outras duas coisas completamente diferentes. Tenha consciência de que ser humilde, simpática e atenciosa com as pessoas, sem ser falsa é o diferencial. Deixe seus leitores próximo a voce e eles voltarão com certeza.

Faça parte de todas redes sociais
Facebook, twitter, ask fm, fan page e tudo mais que precisar. Deixe aberto as formas de contato com seus leitores, e de abertura para isso, deixe que eles se sintam a vontade. Sempre responda quando puder e esteja disposta a ajudar.

Não tenha medo de se esforçar
Isso é regra. Tanto para publicar, conseguir uma editora e divulgar tudo exige esforço. Não adianta nada publicar o livro e não correr atrás, o reconhecimento não cai na sua porta. Então vá a luta e mete a cara no mundo.

Faça amizades e dê a cara a tapa
Isso facilita muito. Grande parte dos meus textos que são divulgados em blogs são de amizades que eu tive coragem de fazer e propor parceria. Então se atrever a conversar, conhecer( que é diferente de puxar o saco) faz toda diferença, sem contar que a troca de experiencias é incrível.

Esteja em contato com outros autores
Eu mesma tenho vários autores de livros, alguns deles já até me ajudaram. É importante te-los no circulo de amizade, para saber das novidades, apoiar, trocar divulgação e assim por diante. E não os tenha apenas, elogie os trabalhos sinceramente e converse. Alguns autores são muito simpáticos.

Tenha coragem e tire seu livro da gaveta
Você precisa acreditar que sua história é boa para tentar envia-la para as editoras. As vezes acreditar é o que precisamos.

Lute pelo seu espaço
Já falei disso lá em cima né? É complicado, mas temos que lutar com unhas e dente. Vale a pena se você amar isso

Divulgue sua obra
Divulgue, divulgue e divulgue. A coisa essencial do negócio. Não force a divulgação, não fique implorando. Pena não leva a nada. Se a coisa for boa, vai ir pra frente naturalmente só é preciso dar o primeiro empurrão.

Tente todas as editoras, sem exceção
Se o seu livro tiver a linha editorial da editora, tente, mande, tenha coragem, não ligue para que os outros falam. Nem todas as pessoas são as mesmas, nem os casos são os mesmos.

Espero que vocês tenham gostado, e tenha ajudado um pouco, em breve o vídeo sai. Um beijo enorme!
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Com certeza todas essas dicas serão úteis :D
    Já escrevi algumas coisas e algumas ainda penso em publicar, quem sabe um dia!

    Bjos

    Amo Muito Tudo Isso

    ResponderExcluir
  2. Todas as dicas são ótimas, Cyh. Tomara que a galera faça bom uso. Eu adorava escrever, hoje em dia tenho preguiça.

    E parabéns pelo seu livro!

    Beijão,
    www.garotasemcliches.com

    ResponderExcluir
  3. Gosto de escrever desde pequenininha sabe? Contar historinha de patinhos (eu já fiz isso), e coisas bobinhas... conforme fui crescendo e lendo livros maiores e com maior rapidez o meu desejo por escrever foi aumentando. Hoje, não sei o que seria de mim sem as palavras para me ajudar passar por vários momentos da vida.
    Porém, nunca levei a sério a questão de querer publicar um livro. Não sei, é que eu não penso nessa possibilidade.
    Mas concordo com você quando disse que temos que criar coragem e tirar o nosso livro da gaveta. As dicas foram ótimas
    Beijinhos
    sonhos-constantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Sonho em escrever um livro futuramente e tenha a certeza de que lembrarei dessas dicas. Foram muito úteis não só para mim mas para várias pessoas, sem dúvidas.

    http://osdetalhesdeumavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá. Gostei muito das dicas. Estou começando agora, mas descobri que é amor. *-* O meu caso é que realmente preciso desabafar, estou aprendendo ainda. Mas gosto muito de criar. sabe?
    Teu blog é muito legal e parabéns pelo livro ;)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eu escrevo já a muito tempo e sempre tive esse sonho: publicar. Mas sou uma pessoa que tenho vergonha de mostrar pra quem eu conheço, eu já ouvi tanta gente me colocar pra baixo, gente que não conhece o que eu escrevo, mas só de saber que eu escrevo faz comentários inúteis do tipo, até parece que você escreve mesmo, ou ri, e pensa que é um sonho impossível. Mesmo assim, tive muita gente que me incentivou, e que acredita em mim, em geral essas são as pessoas que leem algum texto, ou alguma história minha, porque eu escrevo bem sabe? eu amo o que eu faço, e sei que eu sou boa, levo jeito, acredito nisso, mas mesmo assim bate um medo de levar não. Enfim, escrevi tudo isso só pra te contar como é e pra te agradecer, porque esse incentivo foi ótimo, e não vai ser só mais um, vou começar a ver isso de editoras, continuar juntando uma grana, e vou conseguir, se Deus quiser. (yn

    http://sentirodrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.