Nossa noitinha

Noitinha caindo e você me convida pra ir te ver. Assim, de repente. De forma tão simples e gostosa. Sem muitas conversas, até porque os outros dias ainda estão pra chegar. Me chama pra ser hóspede do teu coração que eu simplesmente marco lugar permanente. Vou sorrindo, porque sei que não custa nada. Vou sorrindo, porque sei que é o sorriso que você mais gosta de ver. Esses momentos são raros. O sentimento é único. Chego e você me diz vem cá. Com tanta segurança e com tanta confiança, sinto que posso fazer tudo e te deixar fazer tudo. Se eu estiver de roupa, você tira. Se eu pular, você me segura. Se eu te contar sobre meus sonhos, você me dá coragem. Quero ser toda sua, sei que você não vai me ajuizar. Vou de coração aberto porque sei que faremos dele uma primavera cheia de flores. Hoje, te quero aqui e você me quer. Mas de manhã, não vou embora. Me pede pra ficar enquanto estamos de rosto e coração colados. Tomo café contigo, te encho de beijos como se ontem não tivesse acabado. 

Te deixo desamarrar meu roupão que está querendo se soltar. Eu apenas fecho os olhos. Conto os meus desejos e os meus sonhos. Sei que quero realiza-los contigo ao meu lado. Sei que você quer realiza-los pra mim. Colando meu rosto ao seu, deslizando, pegando, encarando ou fazendo barulho. Quero mostrar que nossos corpos juntos ainda proporcionam aventuras muito loucas. Me prendendo aos teu braços, de volta cama de onde nem queria ter saído. Prendo suas pernas, não quero te deixar ir.  Esqueço o peso do mundo, enquanto estou com você. Te deixo me conduzir, e meu pescoço é invadido por milhares de beijos que eu nem imaginava que caberiam ali. Morde minha orelha, diz palavras de arrepiar em meu ouvido. Se eu te entregar, sei que vai me devolver tudo. Te deixo me roubar, deito na cama contigo, brinco com a tua boca e saio para que possa ouvir meu passos vindos da cozinha. Um sorriso de alívio, sua mão na minha, um carinho nas costas. Rimas feitas de nossos beijos, sujeiras do nosso amor, cheiro de carinho e café de manhã. Posso sumir contigo. 

Um fim de semana. Cantar no chuveiro, me permitir e te deixar me levar nessa sensação tão gostosa. Isso é tão nosso. Tão único. Podemos fazer o que quiser porque você me faz sentir assim. Como um filme estrelado apenas por nós e nossos momentos. Nos amando, apenas sentindo e acabando na mesma sincronia e no mesmo tom. Mas antes de ir, ainda quero colar meu rosto ao teu peito, sorrir como a sensação do sol quando bate na gente. Divido um pedaço dos meus medos, te deixo dividir suas dúvidas. É, estou gostando de você e só de lembrar disso já me arrepio por ser vizinha das melhores sensações e sentimentos que você me proporciona. Espero mais um convite seu, meu dengoso, durante mais uma noitinha.

Baseado no texto " E se você vier me ver hoje a noitinha?" do Frederico Elboni
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Nossa que profundo!!!! ♥
    Conheci seu blog agora pouco, confesso que fiquei andando por algumas postagens e me deparei com essa e tive que deixar um recado elogiando e também dizer que gostei tanto que estou seguindo o seu blog! Muito sucesso pra você minha linda, você vai longe!

    Memórias de uma Guerreira

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.