Resenha de Livro: DUFF



Livro: DUFF
Autora: Kody Keplinger
Ano: 2016
Páginas: 328
Editora: Globo Alt
Nota: 4 de 5

Assisti o filme desse livro MUITO antes de o livro ser lançado e antes não havia prestado atenção que o mesmo era baseado em um livro. Então quando a editora Globo anunciou a capa e a obra no mesmo instante quis ler pra ver se o filme se relacionava com o livro. E a minha surpresa foi ENORME. Não sei se esse é meu ponto de vista mas a atmosfera do livro é bem diferente do filme. Não que o assunto mude drasticamente já que o tema principal é o apelido e título do livro " DUFF"mas o filme em si me pareceu bem mais divertido que o próprio livro em si. Não que o livro não seja bom mas se você quer ler esperando um filme com cópia fiel a obra, DUFF não é um desses. Tem MUITA COISA diferente do filme . E quando digo muita é muita mesmo. Há coisas modificadas, os personagens aos meus olhos são bem diferentes de como são descritos no livro. Mesmo sendo tudo diferente do filme, o livro não me decepcionou. 

A leitura é muito fácil e os capítulos não se estendem muito o que já facilita o entendimento e o desenvolvimento da história em si. Bianca Piper é uma garota comum que tem duas melhores amigas nada mais nada menos que lindas e MARAVILHOSAS loiras, magras, populares e desejadas. Ela se sente normal com isso e aceita a situação até que em uma festa ela descobre um apelido que nem fazia ideia. DUFF ( designated Ugly fat friend) ou em português " A amiga feia e gorta do grupo) que segundo Wesley Rush, o pegador da escola ela se encaixa direitinho. Sim, imagina ser chamada de Duff? Quando Wesley explica que DUFF é aquela garota do grupo que os caras só chegam pra ficar com as amigas dela. A reação de qualquer garota seria chorar, correr, socar a cara do Wesley que ela nem gosta mas o que acontece é bem diferente. Quando é colocada pra fazer um trabalho com Wesley em uma aula, Bianca acaba se envolvendo com o garoto mais galinha da escola. Se encontrando as escondidas com o garoto enquanto passa por alguns problemas ( que aliás não são explorados no filme). Mas uma hora a insegurança bate, o que queria Wesley com uma DUFF como Bianca? Teria ela chance de ficar com um cara bonito sendo chamada do que é? 

DUFF o filme já foi resenhado aqui no blog e eu citei a originalidade do mesmo em pegar um assunto criativo e interessante e desenvolve-lo em um filme colegial de uma forma nova. O livro não poderia ser diferente. A escrita da autora é fácil de acompanhar, Bianca é cativante e o desenvolvimento é muito bem trabalhado durante as páginas do livro. Sugiro que leiam o livro antes de ver o filme porque tem muita diferença. Não sei qual dos dois é meu preferido, mas só faltou algo maior pra dar 5 estrelas a esse livro. De resto, é uma história com uma temática diferente e criativa com uma situação que qualquer garota já se sentiu por um momento em grupo de amigas. Ser uma DUFF. Eu já me senti assim e tenho certeza que você também. Mais um motivo pra ler o livro e também assistir o filme dando uma olhada na indicação aqui no blog (Filme The Duff ). Recomendo muito.




" Depois de pensar nisso por um tempo decidi que havia muitas vantagens em ser uma Duff. Benefício 1: não é preciso se preocupar com cabelo ou maquiagem. Benefício 2: não há pressão para ser descolada - não é para você que estão olhando. Benefício 3: sem problemas com garotos. " pág. 74

" Wesley Rush não tenta conquistar garotas, mas eu estou tentando conquistar você. " pág. 281

"... eu sabia que ele era um babaca. Eu só queria o corpo dele. Sem compromisso. Sem sentimento... Aquilo me tornava uma viciada e uma vadia?"

“– [...] designated, ugly, fat e friend, ou seja, a amiga feia e gorda. – explicou ele. – Sem querer ofender, é isso que você é.” Página 13



Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.



Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Gostei muito do filme, e nem sabia que tinha livro, pelo que escreveu, já quero ler. Muito obrigado!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.