O grande problema é a saudade

Está caindo o mundo lá fora. Ouço pela janela fechada o barulho da chuva que só fica mais forte enquanto meu coração se espreme mais dentro do peito. Já não sei mais o que exatamente o que estou sentindo. Não sei se é a solidão ou a saudade. A carência ou o fato de saber que você esteve comigo e agora não está mais. Talvez seja uma junção de todas as emoções, lembranças e saudade que estão resultando nisso: a saudade louca de você. Merda. Como eu sinto sua falta. Sinto tanta, tanta sua falta. É tão grande que dá vontade de pegar o celular e mandar uma mensagem dizendo qualquer besteira, é tão grande que me faz pensar em sair correndo e ir até sua casa dizer que não aguento mais. Eu não te contei mas depois de terem quebrado meu coração pela primeira vez, você foi o único que me fez sentir algo realmente incrível dentro de mim. Por mais que eu faça uso de várias palavras não sei se consigo descrever como você me fazia sentir. Eu me sentia livre, leve pra ser quem sou com meu erros, meus defeitos, minhas qualidades e besteiras. E você adorava aquilo, adorava cada detalhe. 



Eu me sentia forte, capaz de ser o que quisesse pelo jeito que você me olhava ou que conversava comigo. Me sentia tão a vontade que não percebi que me apeguei demais a você, me apeguei tanto que quando nos afastamos não sabia que sentiria tanto sua falta. De todas as minhas paixões, você foi o único que tocou meu coração da forma mais marcante. Algo que sempre vou lembrar e de como me fazia me sentir. Das primeiras conversas, do primeiro encontro, dos apelidos, das madrugadas falando besteiras, dos carinhos bobos e nossa vontade de ficar só na preguiça abraçados um com o outro. Aconteceu tanta coisa e eu me pergunto se você alguma vez se sentiu assim como eu em algum desses momentos. Se você ainda pensa ou lembra de mim. Sei que você está com outra. Sei que parece feliz e eu estou feliz por isso. Tento colocar na minha cabeça que isso é o suficiente mas não posso deixar de soltar algumas lágrimas desejando por um instante estar no lugar dela. Imaginando o motivo de não ter sido eu ao seu lado agora. Me peguei olhando suas fotos, fechei os olhos e todos os momentos vieram rapidamente em minha mente. Dengoso, sinto tanta falta do teu abraço e do jeito que me faz sentir que dói. Dói a um ponto de procurar desesperadamente por ai alguém que me faça sentir desse jeito e não encontrar.  Alguém que me deixe do mesmo modo como você e não ser a mesma coisa. Esta não é uma declaração. É uma mistura de carência, madrugada triste, chuva lá fora e saudade. Saudade do cara que me chamava de sorriso. Que ressaltava minhas qualidades e quando me abraçava tudo se aquietava. Do cara que me deixava ser eu de um modo tão confortável que eu não queria ter ido nunca embora. Das besteiras únicas, das risadas, dos áudios trocados , de como me olhava quando eu sorria ou da primeira vez que te vi tocar violão pra mim. 

Eu vejo as declarações pra ela, eu vejo você dizendo que está feliz, mas só queria que soubesse que você foi uma parte da minha vida que eu nunca vou esquecer. Uma parte que me permitiu sentir algo que eu nem sei se vou conseguir sentir novamente. Só quero te dizer que sei que não vai dar pra te esquecer mesmo que o tempo passe. Mesmo que eu queira. Você ainda mora aqui no meu coração de algum jeito. Na lembrança, na saudade e mesmo que sempre tenha sido eu a dizer isso, obrigada por ter me deixado ser eu com você e me fazer sentir pelo menos uma única vez como uma garota incrível ao seus olhos e completamente livre das amarras que a prendiam. Obrigada, dengoso. Sinto sua falta, mas continuarei aqui sem te atrapalhar, sem me meter na sua felicidade só te acompanhando de longe. Sinto inveja dela, sinto sim. Mas também admito que ela tem sorte por ter você ao lado. Espero que seja feliz e que em alguma epifania da vida eu te venha na memória como uma lembrança boa. Uma lembrança gostosa. Assim como você foi pra mim. O grande problema é meu coração. A saudade. A carência e essas madrugadas malditas. 
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. que lindo texto <3 estamos de algum modo tranbordado de amor
    dosedeestrela.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.