Foi por sua própria conta

Perdido. É como vejo o que tivemos agora. Eu confessei que me apaixonei , não podia mais negar. Mas essa paixão se transformou em algo que me tortura agora. Isso é o que você veria. Eu estava em paz, estabilizada antes de você chegar e soltar palavras que no fim eram apenas sílabas sem significado, letras vazias. Me fez sentir pela primeira vez em muito, muito tempo que eu poderia ter uma chance de entregar meu coração pra alguém que valesse a pena. Alguém que gostasse de mim tanto quanto eu gostasse dessa pessoa. Tudo que posso te perguntar agora é por que? Por que? Eu fui eu mesma com você e não foi o suficiente. Você viu a primeira oportunidade que teve, virou as costas e foi embora. E acho tudo normal. Como se isso fosse tão comum quanto o nascer do sol ou respirar. Eu deveria ter percebido, eu deveria ter evitado e saber que as suas palavras não significaram nada porque elas nunca foram demonstradas. Deixei a esperança me levar. Ah, sim você fez tudo por conta própria.


Eu me conheço sei dos meus defeitos, mas eu seria tudo que você quisesse que eu fosse. Eu melhoraria e entenderia qualquer coisa que você me dissesse se você tivesse demonstrado que sou especial pra você. Agora, você se foi. Sem aviso, sem despedidas e me deixou no silêncio. Me deixou com um vazio enorme e sem saber o que fazer. Eu caí, mas não ficarei no chão pra sempre. Machucou meus sentimentos, não pegou minha mão e nem enxugou minhas lágrimas. Você levou o que restava de confiança em mim contigo. Não resta mais nada agora. Vou desenhar uma nova linha e traça-la pra me manter longe de você. Me deixou pensar que era alguém que não agiu em nada como as palavras que saíram da boca. Pareceu verdadeiro enquanto seu interesse durou. Mas você não me prometeu nada. Talvez o significado das palavras não seja o mesmo pra mim que é pra você. Você quis que eu fosse em uma reta alta e me deixou cair pra baixo sem estar lá pra me segurar. Ainda sei de cor toda as suas desculpas e frases prontas. As razões para termos chegado a isso está aqui, em todos os lugares. Nessas palavras, bem diante da sua cara. Perseguir uma esperança pode te fazer continuar a respirar, mas te dei tantas chances e evitei enxergar o que realmente era que agora não sei mais como acreditar em qualquer coisa que me digam.Foi por sua conta. Apena sua. Reagi conforme suas ações. Em nenhum momento enxerguei sua vontade de estar comigo, de verdade. 

Agora que você se foi, sei que preciso deixar pra trás mais coisas de mim. Devolva minha esperança, devolva meu coração no estado que eu te conheci. Devolva todo o carinho que te dei, aquele carinho que você usou quando disse que não era pra estarmos juntos. Devolva a confiança que você arrancou quando desligou o telefone na minha cara, quando ignorou minhas perguntas e me deu vários bolos enquanto eu ficava no portão a sua espera. Você seguiu facilmente seu caminho como se eu tivesse sido um capítulo qualquer da sua vida. Me deixou quebrada, magoada e transformada da pior forma possível. Eu ainda quero acreditar em histórias de amor quando as pessoas que se gostam não desistem uma da outra e fazem de tudo para estar ao lado daquela pessoa. Mas eu não sou a princesa que caiu do livro como você disse quando me conheceu. Eu fui só alguém que passou por você sem importância nenhuma. Foi por sua própria conta. Desejo o melhor e te deixo um adeus.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.