O que fazer com um coração quebrado?

A gente nunca quer voltar a ter essa sensação. Nunca quer sentir essa agonia que não sabe se machuca ou sufoca.Saber que algo que era parte da sua vida acabou é difícil de admitir. Mesmo sabendo que tudo é real, a gente insiste, a gente tenta e corre atrás de respostas que nem sabe se existe. Ligar, desligar, deixar recado, mandar mil mensagens. Você grita, voce chora e se acha a pessoa mais patética do mundo por ter acreditado naquela pessoa. Você tem vontade de quebrar e jogar tudo que vier pela frente porque a raivae a mágoa se misturam não conseguindo te deixar definir o que está sentindo realmente. 

Você passa muito tempo no chuveiro pensando em todos os momentos e tentando descobrir o que fez de errado. Deita na cama sem vontade de levantar, e de repente toda sua fome foi embora. Você não quer conversar, se irrita com tudo e puxa todos ao seu redor para sua tristeza sem fim. Você chora no quarto, no carro, no chuveiro, na cama. Chora quando lê algo que te faz lembrar algum momento, chora quando passa em algum lugar que já foram. Você deixa seu coração doer, deixa as lágrimas caírem e grita alto para tentar aliviar a dor que não é física mas dói tanto quanto ou mais.


Deixa a dor pulsar, e percorrer todo seu corpo que não responde as suas tentativas de se reerguer. Você culpa a si mesma, a ele e ao mundo. Se pergunta porque está passando por aquilo, e porque merece todo aquele sofrimento. Então em algum momento você finge que está ficando melhor só pra ter uma recaída e chorar de novo. Aquela festa parece ser uma boa opção, enquanto você tenta desesperadamente ficar com alguém, e quando finalmente consegue tudo parece vazio. Você não sente nada e se culpa por ser tão rídicula a esse ponto. Você tem bons dias, mas a maior parte deles são ruins. Se distrai as vezes e espera que ele volte te dando uma explicação por mais irreal que pareça. Continua esperando até que um dia o sol nasce diferente e sente uma pequena esperança nascendo dentro de si. No outro dia você se pega rindo e as coisas parecem normais novamente. 

Você começa a sair com os amigos denovo, conhece pessoas novas e até se arrisca a acreditar novamente. Ainda restam aquelas noites em que você se arrisca a olhar o perfil dele na internet, mas já não faz tanta diferença e não dói tanto. Alguma lembrança retorna a sua memória mas ela não dura muito. Afinal, é como dizem o tempo realmente cura e ajuda as pessoas. Se você se identificou com alguma palavra ou frase ali em cima, acredite que você não é a única que passa por essas coisas. Eu ouvi ou li em algum lugar que a dor não é eterna e ela precisa ser sentida. Pode parecer cuel, mas agora consigo acreditar que é a verdade. 

A dor nos ensina, nos faz crescer do modo mais dolorido porém é necessária. Sem elas ainda estaríamos presos em algum tipo de ilusão que não existe ou não acordaríamos para algo que poderia nos machucar mais adiante. Força e paciencia são as palavras chaves para se continuar tentando, e principalmente para acalmar um coração que acabou de se machucar. Então se tiver que chorar, chore. Se tiver que gritar, grite. Se tiver que ficar na cama, fique. Mas não deixe isso te dominar completamente, se de o tempo que precisa para assimilar e seguir em frente. Nada é permanente. E por mais que seja difícil acreditar, o que não for pra ser não será. Quando menos se espera, a dor passa, as cicatrizes ficam e o sol volta a ser bonito.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Infelizmente o ser humano só aprende quando apanha, e no amor levamos muitas surras!
    Mas a melhor coisa é olhar para frente, não olhar o passado, seguir em frente com a experiências adquiridas, para não cometer os mesmos erros.
    bjus e bom domingo!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.