Os Ciclos do Amor

 Soube que você escreve.
Ele disse aquilo de uma forma imponente, me encarando com aqueles olhos grandes e castanhos. Ele era insuportável. Arrogante. Com um ar superior. Como todas as mulheres podiam se derreter por ele? E por que ele tinha que ser tão... Incrivelmente atraente?
 Soube, é? Não acredito. Quem te contou?  fiz uma cara de surpresa, como se ele tivesse revelado um grande segredo.
Ele riu como se tivesse achando graça daquilo. Meu Deus, por que ele tinha que ser tão lindo?
 Nossa, se você não sabe, querida, seu blog é público. Qualquer um pode ler.
Ele se aproximou de mim, apoiando na parede na qual eu estava encostada, colocando um dos seus braços acima da minha cabeça para se apoiar e me encarando. Meu coração acelerou enquanto ele sorria:
 Primeiro  me esquivei dele dando um passo pro lado  Não me chame de querida. Eu odeio.
Ele fez uma cara irônica e ainda rindo, disse:
 Sério? Por que isso te deixa brava, querida?
Ele ficou em frente a mim de novo, bloqueando meu caminho, enquanto eu tentava fazer cara de brava. Será que ele tinha tirado o dia pra me perturbar? Cara, como ele era irritante. E por quê eu não conseguia ficar com raiva dele? Ele era tão convencido. Respirei fundo e cheguei bem perto dele:
 Porque "querida" é um termo idiota usado para designar e identificar pessoas falsas. Além de ser muito patético. E não soa nada bem, além do mais vindo da sua boca. Ele sorriu e eu revirei os olhos me desviando mais uma vez. Contudo ele me puxou pelo braço e me encostou na parede, colocando as duas mãos na parede, me fechando:
 Queria saber porque está tão nervosa. Será que é por minha causa? Eu causo esse efeito nas pessoas. 
Ele sorriu ainda mais, mostrando aqueles dentes brilhantes, os lábios carnudos. Convencido de que eu era caidinha por ele. Que ridículo, ele certamente estava acostumado a ter todas as mulheres que quisessem aos seus pés. Mas eu não cairia nessa. Não é porque eu o acho atraente, que gostarei dele.
 Nossa! Seu ego não para de crescer. Na verdade , é sim, você me deixa nervosa. Mas por causa desse seu jeito arrogante e cheio de si.
Tentei me desviar novamente. Mas ele não tirava as mãos da parede que estavam em torno de mim.
 Sabe o que eu acho? Que lá no fundo, você é caidinha por mim. Por isso esse jeito tão agressivo.
Ah não. Já era demais, quem ele pensava que era? Ele estava me deixando a beira de nervos.
 Sério? O que te faz pensar isso?- eu disse, fuzilando ele com os olhos e muito brava.
Ele se aproximou mais, enquanto olhava fundo nos meus olhos.
 Porque aquela garota que escreve aqueles textos no blog parece ser tão madura. Tão sensível. E que precisa urgentemente de proteção.


Como ele podia saber? Como ele via através de mim? Respirei fundo, ele não ia quebrar meu coração. Com certeza ele era só mais um desses caras que quando conseguem o que querem dão no pé. Idiota.
 Não ache que por ler meus textos você me conhece. Você não sabe nada sobre mim.
Virei o rosto pro lado, enquanto senti a mão dele virar meu rosto para o dele para encará-lo:
 Acontece que eu te conheço. Você não é como as outras mulheres que eu conheci.
Pisquei por alguns segundos. Que diabos estava acontecendo ali? Eu queria beijá-lo e isso estava muito errado. Muito, muito errado. Qual era o meu problema? Sempre atraindo os caras problemáticos.
Ele se aproximou e pude sentir sua respiração na minha pele. Eu fechei os olhos por um segundo. Ei, espera.O que está havendo? Me abaixei e sai da mira dele, enquanto me afastava. Ele parecia decepcionado, enquanto eu caminhava pra longe :
 Você tem razão, não sou como as mulheres que você conheceu. E com certeza não vou ser mais uma da sua lista interminável que cai de amores por você. Vê se acostuma com isso. E ao contrário do que disse, eu não preciso que ninguém cuide de mim. Sou forte pra cuidar de mim mesma.
Ele abaixou os olhos e me encarou por alguns segundos. tentando decifrar o que se passava. Virei as costas e sai andando sem olhar pra trás. Sei que estou ficando louca. Mas preciso me proteger. Preciso proteger meu coração. E aquele cara com certeza ia parti-lo. Não podia permitir. Mas por que o rosto dele não saia da minha mente?
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Cyh, eu sei que você escreve bem, mas e o negócio de cuidar do Português? Cuida dos porquês, das vírgulas e dos travessões. Revise antes o post, também, pra não deixar assim. D: Agonia, cara. Sou super-metódica com isso, cê sabe.
    Anyway, adorei o post *-* Acho que sou muito eu, também! (:
    Love, Nina.
    http://omundocoloridodanina.blogspot.com/
    (Nem tem mais passado no meu blog, né?).

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Nina. Vocês escreve suuuper bem, mas as vezes fico meio perdida com as vírgulas (e falta delas) e travessões :(

    ResponderExcluir
  3. Olá, te indiquei para responder a um selinho, tá?
    http://deskubrase.blogspot.com.br/2013/08/meme-selinho-versatile-blogger-award.html
    xx

    ResponderExcluir
  4. perfeito como todos que vc faz, incrivel como consigo viajar e ver a historia em minha mente como se fosse um filme haha
    beijuux sua linda :*
    danyoliverpink.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dany sua linda sempre por aqui neh?
      obrigada pelo carinhoooo

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.