O Que Poderíamos Ser

Eu ainda não sei onde isso vai dar. Onde vamos chegar ou se vamos chegar em algum lugar. Parece que estou em uma corda bamba e a qualquer momento posso cair e me machucar mais do que já me machuquei. Você tem seus motivos, mas é tão difícil assim me dizer algumas palavras? Estou no centro das atenções todo o tempo para tentar chamar a sua atenção e estou ficando cansada. Minhas mãos estão queimando por te segurar aqui e não sei se posso mais fingir que não sinto as queimaduras doerem. Talvez eu vá cair firmemente no chão eventualmente e deva parar de continuar tentando. Toda vez que eu me obrigo a ir embora volto mesmo que saiba que não deveria. Isso pode ser a maior idiotice do mundo. Vai contra todos os conselhos e textos já escritos sobre o assunto. Talvez eu só seja boba demais pra perceber que isso já deu o que tinha que dar. Já ficamos cara a cara mas parecíamos estar a quilômetros de distância. Você coloca ainda mais obstáculos entre nós e não sei mais o quanto mais podemos ficar afastados. Tire tudo isso a nossa volta, feche a distância entre nós. 
Vou retirar minhas defesas se você retirar as suas, afinal eu só as coloquei aqui para não me machucar mais. Revele as coisas que está tentando esconder, me deixe te conhecer mais e te entender mais. Nós poderíamos ser como um casal de filme de romance. Poderíamos passear pela praia de mãos dadas, sentir a areia nos pés e o vento ao nosso redor. Poderíamos ficar aninhados na cama sem pensar nas coisas que nos preocupam. Poderíamos ser e ter tudo.  Cicatriz por cicatriz, quero te contar sobre todas as minhas dores. Quero que me deixe ver quem você é de verdade. Quero saber de cada história que você não disse. Quero saber seus gostos preferidos e suas coisas preferidas. Quero saber da coisa mais boba até a coisa mais importante. Não me cale, não raciocine e não pense demais. Deixe-me te levar por pelo menos uma vez antes que realmente seja tarde. Antes que percamos a chance de fazer todas as coisas que imagino na minha mente. Não mantenha esta barreira entre nós levantada. Pra que sermos desse jeito se podemos se permitir sentir tudo que temos direito? Não tem que ser complicado. Me segure firme, beije minha pele e faça os arrepios percorrem meu corpo. Pegue em minha mão, me deixe escutar seu coração bater. Não tenha medo, me deixe entrar por favor. Pare de fechar pois vou pegar em sua mão e te abraçar. Sinta meu coração porque estou aqui pra você, na verdade sempre estive aqui pra você. 

Podemos ser o que quisermos se entrarmos em acordo sobre o que estamos sentindo, se deixarmos tudo sair e somente sentir sem negar o que vier. Na minha cabeça ainda vejo seus olhos, ainda te vejo sorrindo. Nós nunca vamos ser os mesmo e nem será do mesmo jeito que começou. Quando eu durmo, você ainda está comigo nos meus sonhos  mas quando abro os olhos não posso te-lo acordada. Mesmo sabendo que perdemos isso, ainda fico nostálgica. Ainda penso no que poderíamos ter vivenciado. Nas possibilidades. Um espaço vazio. Um beijo no rosto. Silêncio no telefone.  Lá se foi tudo e não sei ainda como tudo se foi. A realidade é que estou aqui sozinha, enquanto as lágrimas caem em muitas noites. Meu coração está rachado e a ponto de se partir novamente ao pensar no que perdemos. No que poderíamos ter vivido.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.