Resenha de Livro: O Diário de Anne Frank


Livro: O Diário de Anne Frank
Autores: Anne e editados por Otto Frank e Mirjam Pressler
Ano: 2006
Páginas: 352
Editora: Record
Nota: 5 de 5 ( Excelente)


Sei que esse livro é uma clássico, muito bem falado e que eu já deveria ter lido há muito tempo mas só agora tive a oportunidade de ler essa obra prima. Pra ser sincera com vocês eu fiquei receosa de o livro ser mais voltado pro lado histórico e a linguagem ficar um pouco tediosa o que não aconteceu. Diário de Anne Frank me surpreendeu e muito. Me peguei sorrindo com as falas de Anne durante muitas páginas e me comovendo com os momentos de dificuldade em que ela tentava encarar da melhor forma possível. O mais interessante de tudo era o modo como a pequena Anne enfrentava a situação. Qualquer um poderia ter feito daquilo tudo um bom drama, mas ela não. Em seus relatos, a pequena Anne cativa mostrando a todos que leem o quanto é forte e tentou aproveitar tudo que podia durante o tempo que ficou escondida. As partes em quem ela mencionava o medo de serem descobertos, sonhava com o dia que a guerra acabasse e poderiam parar de se esconder, ou torcia para que eles não fossem pegos foram as mais emocionantes. 

Sua crença de que os dias poderiam ser melhores e de que as coisas poderiam melhorar também me cativaram muito. Eu esperava qualquer outra coisa desse livro menos o que li e AMEI. Anne é incrível em todos os sentidos, consegue cativar, te fazer sorrir e torcer por ela, aprender com ela e principalmente pensar em como uma menina se portou de modo tão maduro durante uma guerra com sua família e as consequências. A linguagem de Anne é muito fácil de absorver assim como o modo que ela narra o que vai acontecendo com ela. Até o momento que eles são descobertos vemos uma garota otimista, corajosa que prezava pela vida e sua família. Os últimos relatos de Anne foram de poucos dias antes de ela e sua família forem descobertos em seu esconderijo. 


Este livro pode ser qualquer coisa. Engraçado, dramático, triste, encantador e tudo mais que você quiser pensar. É real, é sincero e extremamente maravilhoso. Palavras de uma menina cheia de sonhos, esperanças que escrevia imaginando uma amiga imaginária e que queria mais da vida. Escrito em uma linguagem e uma época diferente da nossa é incrível ver como o amadurecimento de Anne ocorre de forma tão rápida. De como a garota escolhe enfrentar tudo e de como isso é refletido em suas palavras. Tem opiniões muito contrárias contra a obra, mas considerando que a garota era uma garota normal com problemas de família e que acima de tudo soube lidar com aquilo de uma forma que muitos não conseguiriam foi o que mais me encantou. Recomendo este livro pra todos que querem sentir, se emocionar, rir e até se sensibilizar com uma menina encantadora que faz de seus relatos o máximo possível pra que seja normal enquanto paira uma guerra no seu país, sua família e ela estão escondidos e a qualquer momento ela pode morrer. Recomendo. 









O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seu diário narra os sentimentos, medos e pequenas alegrias de uma menina judia que, com sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto.
Lançado em 1947, O diário de Anne Frank tornou-se um dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Um livro tocante e importante que conta às novas gerações os horrores da perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.
Agora, seis décadas após ter sido escrito, este relato finalmente é publicado na íntegra, com um caderno de fotos e o resgate de trechos que permaneciam inéditos. Uma nova edição que aprofunda e aumenta nossa compreensão da vida e da personalidade dessa menina que se transformou em um dos grandes símbolos da luta contra a opressão e a injustiça. E consagra O diário de Anne Frank como um dos livros de maior importância do século XX. Uma obra que deve ser lida por todos, para evitar que atrocidades parecidas voltem a acontecer neste mundo.

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Esse é um daqueles livros que está na minha lista: Preciso ler antes de morrer. Mas sempre fico adiando a leitura. Acho que é por ser uma história muito forte. Sempre que tenho a opção acabo optando por algum romance ou livro que vá me deixar com aquela sensação gostosinha :)) Mas preciso muito tomar iniciativa para ler O Diário de Anne Frank <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.