Resenha de livro: Princesa das Águas

Livro: Princesa das Águas
Autora: Paula Pimenta
Ano: 2016
Páginas: 308
Editora: Galera Record
Nota: 5 de 5

Ai que delicia ler esse livro. A primeira coisa que me vem a cabeça ao falar dessa obra. Pra quem não sabe esse livro faz parte da coleção Princesas Modernas da fofissima Paula Pimenta. Os dois primeiros livros foram Princesa Adormecida tendo como base a Bela Adormecia e Cinderela Pop com base na Cinderela. No Princesa das Águas, a Paula se inspirou na princesa Ariel e nos elementos da historia da Pequena Sereia. E que trabalho bem feito, bem desenvolvido e fofo. Esse livro em si saiu um pouco mais grosso que os outros e eu amei o resultado. E essa capa maravilhosa. Voces com certeza já devem conhecer a historia da Ariel mas vou falar um pouquinho do enredo que se trata de uma versão moderna.  


Arielle uma jovem nadadora e talentosa, famosa por seu recorde nas competi coes e chamada de Princesa das Éguas tem a oportunidade de participar pela primeira vez de uma Olimpíada. A garota cheia de troféus e prêmios apesar de gostar de estar na água, sonha em ter uma vida normal e livre longe de toda a pressão que sofre pra ser uma vencedora, da angustia de seu pai que não conseguiu a medalha pra sua correira e de sua grande família, incluindo suas irmas talentosas e cantoras. Quando Arielle sai escondida para ir em uma festa, ela acaba conhecendo um garoto muito especial em circunstancias difíceis de um acidente. Érico tem a vida salva por Arielle e pede para que ela cante pra ele. Sem saber quem o resgatou, o rapaz depois do acidente na o se lembra de nada alem da voz de sua salvadora que ele considera ate uma sereia. Sem se manifestar mas sentindo uma conexão inexplicável com Érico desde o começo Arielle sofre ainda mais pressão por parte de seu treinador e pai para que se concentre nos treinos e na competição. Sua vida vira de cabeça pra baixo quando ela tem que participar de programas inspirados em programas famosos sobre todos os atletas. Ela entra em um programa de namoro para concorrer ao coração de ninguém menos do que Erico. So que as coisas nao vao ser tao faceis assim. Ela nao pode usar sua voz. Sim, somente mimica e gestos sao permitidos. Como ela podera dizer que a garota que salvou a vida de Erico esta na frente dele. Dai em diante Arielle tem que lidar com muitas coisas alem das Olimpiadas.


Falando do enredo e do desenvolvimento eu admiro demais a Paula. A gente simplesmente nao consegue criticar nada em sua historia. Uma escrita gostosa, leve e fofa. A Paula conseguiu montar uma historia inspirada no conto original com os elementos principais que fizeram referencia a princesa Ariel. Conforme a historia vai se desenvolvendo voce nota todos os elementos que te fizeram a amar a historia da Pequena Sereia e que estao presentes ali na Arielle. A historia foi bem pensada, bem construida, bem colocada em todos os pontos possiveis. E quem pode enjoar das historias da Paula que sao cheias de romances magicos e de gestos especiais. Princesa das Aguas conseguiu seguir a linha dos outros livros e encantar o leitor com uma pincelada de conto de fadas e modernidade em uma mistura apaixonante. Coloque fofura, contos de fadas , princesa e romance e obtenha um romance moderno maravilhoso e cativante. Recomendo muito.




Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua existência: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com um cotidiano diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo novo... E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle - sem uma única palavra - vai conseguir conquistar esse príncipe? E se no coração dele já existir outra princesa?







''Ele demorou um pouco, mas acabou abrindo aqueles olhos, que eram ainda mais luminosos e azuis do que a piscina a nossa frente.''

''Eu gostaria de poder cantar pra você de novo, não só para te acordar, mas por querer que você olhasse pra mim outra vez como naquele primeiro dia. Com aqueles olhos que me deixaram com vontade de te proteger, de te conhecer melhor, de te amar...''

''Era uma vez uma princesa. Ela vivia em um reino onde tinha tudo que queria. Quer dizer, o que achavam que ela queria. Porque na verdade o que essa princesa almejava não estava ali. Ela sonhava com outras paisagens, outras cores, outros reinos. Queria voar, viajar, se apaixonar...''


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.