Resenha de livro: Enfim 30


Livro: Enfim 30  Um livro para não entrar em crise
Autoras: Jana Rosa e Camila Fremder
Ano: 2015
Páginas: 184
Editora: Paralela
Nota: 4 de 5

Uma leitura rápida, gostosa e despretensiosa. É assim que logo de cara que posso descrever esse livro. Enfim 30, já pelo título se direciona a um público com certa faixa etária definida, mas nos meus 24 anos e ainda um pouco longe dos 30 ( e com medo da crise dos 30) consegui ler o livro na maior tranquilidade. Isso porque a desenvoltura da escrita das autoras é bem simples e nada tediosa. Elas conseguem deixar até os assuntos mais chatinhos como a diferença de gerações com uma interatividade nova. Abusando do humor, daquela leitura divertida que transforma as piores coisas em coisas divertidas pra se olhar com um novo ângulo. Crise dos 30. Quem passa pela dos 20, logo espera as do 30 não é mesmo? E esse livro ajuda mesmo a lidar com todo esse turbilhão de coisas que as pessoas dizem que deveríamos estar fazendo ou sendo aos 30 anos. Então a Camila e a Jana pegam todos esses preceitos e quebram bem no meio da nossa cara. Isso mesmo. Elas dialogam sobre vários temas presentes durante nossa vida até aquela idade e para aquela idade específica. Você consegue devorar as páginas rapidamente com a escrita fácil e gostosa das mesma sendo assim o livro que já é bem fininho consegue passar super rápido por seus olhos.





 Toques de ironia, leveza, um pouco de informação, bem humor, mistura de duas autoras loucas que quebram paradigmas do que sempre ouvimos falar por ai. Dilemas consigo mesma, com relacionamentos, com o lado profissional, com aquilo que dizem pra ser e fazer nessa idade? Não, não. Jane e Camila te dão u guia especifico pra você passar por essa idade sem pelo menos tentar entrar na famosa crise dos " Meu deus, estou com 30 anos". Beirando aos 25,  cá estou eu já pensando que faltam apenas 5 anos para os 30 anos e não realizei metade do que quero. Me senti bem lendo esse livro, porque me livrei de muitos medos pelo menos por enquanto até chegar no número tão crítico: 30. O mais legal do livro é como elas abordam tudo com humor e deixam tudo a mais vontade na leitura te fazendo pensar que as coisas não tem que ser como as pessoas querem ou como disseram que tem que ser anos atrás. Eu me senti bem lendo vários trechos, dei risadas e sorrisos durante vários trechos. 




 Enfim 30 trata com delicadeza e leveza de várias questões que todas nós que entramos na casa dos 20 em diante começamos a nos perguntar, nem que seja um pouquinho sabe? É como um calmante para suas dúvidas e uma injeção de encorajamento sobre todas as questões que ficam rondando em torno de você conforme os anos vão avançando.  A única coisa que me chateou um pouquinho foram as informações mais sérias que as mesmas tentaram colocar dentro do livro, com especialistas descrevendo algumas situações de uma forma mais teórica. Em alguns desses momentos me senti como em um livro de psicologia ou especificamente auto ajuda o que não me agradou durante as passagens. Por isso, o mesmo não ganhou as 5 estrelinhas que a deixam na lista dos meus favoritos. Pra quem leu" Como ter uma vida normal sendo louca" não espere algo com um humor tão explícito como no livro, Enfim 30 é diferente e explora vertentes que te fazem pensar misturando de tudo um pouco aina com humor.





" Aos trinta acontece de você estar em um relacionamento feliz e ter um emprego que te renumera legal, mas não ter começado a pensar em filhos, porque tem outras coisas na cabeça. E é ai que a turma das mamães e papais e as pessoas mais velhas tem certeza de que você está com problemas para engravidar e os almoços nunca mais serão os mesmos. Agora você vai ouvir os termos fecundação e ciclo menstrual enquanto tenta comer uma lasanha com sua turma."

"Você só vai conhecer o amor verdadeiro quando amar de verdade. Você pode amar de verdade qualquer pessoa e também animais e plantas e o céu e uma religião e o universo e um personagem de filme e um astro de rock, só pra citar alguns"

" Se você quiser emagrecer porque acha que assim vai se sentir bem, emagreça. Se você não quer, não emagreça. Você não deve nada a ninguém e nem precisa ter o corpo que acham que deve ter ou que outra  mulher tem pra ser melhor ou ser feliz. Quilos não tem a ver com felicidade"

"Seja feliz com você mesma estando solteira, casada, divorciada, viúva. Tente ser feliz em todas as opções ou só nas que quiser, mas seja feliz sendo você mesma. Repetindo: seja feliz como você mesma e sendo você mesma."

"Número de seguidores não te faz uma pessoa melhor ou mais especial. Você é especial sendo anônima ou famosa."


Fazer trinta anos é uma crise? Camila Fremder e Jana Rosa respondem: não precisa ser! Muito pelo contrário, os trinta podem e devem ser maravilhosos. Carreira, relacionamento, ter ou não ter filhos, saúde, vida social, tecnologia, moda, conjunções astrais e numerologia — com um texto sempre bem-humorado, elas falam sobre o que viveram e pesquisaram sobre esses aspectos da vida enquanto mulheres balzaquianas. Depois do sucesso de Como ter uma vida normal sendo louca, a dupla preparou este novo livro que vai trazer verdadeiras iluminações sobre entrar na terceira década e, com muita leveza, ajudar a lidar com as questões que inevitavelmente surgem.




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.