Eu assisti: Bruxa de Blair



Filme: Bruxa de Blair
Título Original: Blair Witch
Lançamento: Setembro de 2016
Duração: 1 hora e 30 minutos
Gênero: Terror
Distribuidora: Paris Filmes
Nota: 2 de 5
Em cartaz nos cinemas

Quando assisti o primeiro trailer de " A Bruxa de Blair"fiquei extremamente curiosa. Quem me acompanha sabe da minha estranha fascinação por filmes de terror. Fui saber bem depois que este filme é um remake/continuação de um filme de 1998 que foi um tremendo sucesso. O filme de 1998 arrecadou milhões com uma estimativa super baixa e um investimento de apenas 60 mil reais. Além de ter gerado um status para os filmes do gênero. Sendo assim, as expectativas para esse filme eram altas mesmo que eu não soubesse disso e minhas expectativas foram frustradas.

Vamos falar do enredo primeiro. Um grupo de estudante universitários resolvem acampam na floresta  na floresta de Black Hills, lugar onde a irmã de James, um dos estudantes, desapareceu. Só que essa floresta é cercada por lendas de amaldiçoamento e uma suposta bruxa que dizem estar ligada a irmã de James. No começo parece tudo correr bem e um casal da região oferece ajuda para os estudantes em troca de eles poderem ir com eles até a floresta. Conforme vai escurecendo é que as coisas ficam complicadas já que eles percebem por pequenos detalhes que a tal lenda pode ser verdadeira.

Ai que preguiça desse filme. A primeira coisa que eu vou dizer é FRACO.FRACO. FRACO. Não vou dizer nada do filme de 1998 mas que filme sem nexo. Primeiro ponto ruim: desenvolvimento mal feito. Não dá pra entender na maior parte do tempo o que está acontecendo a não ser que você preste muita atenção. Segundo ponto: as cenas são gravadas tecnicamente pelos personagens que levam a câmera as mãos para um vídeo e isso atrapalhar muito. Esse formato de filmagem não combinou nada com o que era mostrado e muitas vezes me vi sem entender ou compreender o que acontecia. E que chato isso. 


Não consegui em nenhum momento NENHUM me assustar com esse filme. Nem mesmo um sustinho. Ao contrário, durante o mesmo eu fiquei com sono. E que raiva. Eu esperava um filme aterrorizante e isso não foi o apresentado. Demora muito pra acontecer alguma coisa e quando acontece você nem ao menos entende o que está havendo nem quem ou o que está causando aquilo.A  Bruxa , o filme parecido que também foi para os cinemas consegue ser muito melhor que esse que deixa a desejar em vários aspectos.

Não se consegue acompanhar a ideia nem o que o filme passava. O desenvolvimento, a produção e o modo como tudo foi envolvido de maneira geral foi fraquíssimo. Durante 1 hora e meia fiquei esperando algo que me fizesse mudar minha concepção e considerar esse filme um longa regular mas não foi isso que houve. Sustos batidos, cenas improvisadas, a maioria das cenas ocorre no escuro o que desfavorece a trama já que não se soube usar esse elemento a favor do enredo.  Uma produção carente de conteúdo, qualidade e desenvolvimento para um filme de 2016.  Situações prevísiveis e sem graça com cenas sofríveis que deixam o longa que era pra ser um filme de terror sofrível e sem nenhum susto. Afinal, quando não se tem nenhum susto o filme é difícil de engolir e foi isso que aconteceu com a Bruxa de Blair. Assista se quiser tirar suas próprias conclusões, mas se quiser algo pra assustar não perca tempo, dinheiro ou o ingresso. 




Um grupo de estudantes de Milwaukee, durante uma viagem para acampar em uma das florestas da região, decide penetrar ainda mais no coração das árvores do que o previsto e acaba descobrindo que a floresta esconde seres perigosos.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.