Expire e Inspire

Eu me lembro do que usei no nosso primeiro encontro. Lembro do modo que você me observava. Lembro de como me senti quando estava perto do seu rosto e de como você se sentiu quando nossos lábios se tocaram. Lembro de quando me puxou para sentar no seu colo em um banco e nós rimos juntos com medo de que eu caísse. Lembro do seu olhar admirado e da sua voz no meu ouvido. Lembro de quando meu caminho se tornou o seu e de quando já não estávamos mais tão juntos. Sem chuva ou sol. Sem risadas ou olhares. Foi um adeus e eu não percebi? Da última vez você beijou meu rosto e me desejou boa sorte. Disse que só queria minha felicidade mas não se deu conta que talvez eu quisesse ser feliz com você ao meu lado. 




Eu fiz um top 10 de coisas que eu odeio. De coisas que partiram meu coração em milhões de pedacinhos. Um: Seu sorriso malicioso. Dois: Seus olhos penetrantes. Três: Seu cheiro intoxicante Quatro: Seu abraço reconfortante Cinco: Seu Beijo viciante Seis: Seu toque Elétrico Sete: Seu jeito envolvente Oito: Seu modo de chegar em mim Nove: Sua racionalidade idiota Dez: Seu jeito que me fez te adorar. Olhando para todas essas coisas agora talvez facilite aceitar que nunca foi pra você do mesmo jeito que foi pra mim. As noites estão frias e eu me agarro no travesseiro sem querer pensar no que você está fazendo. Sei que vou sobreviver, sei que isso vai passar. Mas quanto tempo mais aguentar? Vou inspirar, expirar e repetir quantas vezes forem necessárias. Vou fingir até ficar tudo bem por um tempo. Me pego olhando pra fora e imaginando todas as coisas que poderíamos estar fazendo juntos, todas as coisas que eu queria ter feito ao seu lado e não fiz. Me segurei em suas palavras, em seus duvidosos sinais como se tivesse 15 anos e você fosse minha primeira paixão. 

Deixamos tudo se embaralhar enquanto eu tentava organizar sozinha a bagunça. Caímos fundo e o que eu temia se tornou real. Dói muito agora para achar um cura rápida. Olhar para o celular e saber que você se afastou sem nem ao menos me dar um motivo ou me dizer adeus doeu mais do que o esperado. Vou chorar de novo? Expire e Inspire. Expire e Inspire. Aproveitei e fiz um top 10 das coisas que sinto falta. Essa falta machuca e me corrói por dentro. Um: Sinto falta do jeito que me fazia sentir Dois: Do seu beijo paralisante Três: Do seu olhar desconcertante Quatro: Da sua racionalidade irritante Quinta: De como você abraçava Seis: De como conversava sobre tudo. Sete: De como exibia seu sorriso safado Oito: De como sabia como decifrar. Nove: Da sua calma inexplicável Dez: De tudo em você. Vou inspirar e fingir que está tudo bem, Vou expirar para até me sentir melhor.

X marca o local onde meu coração foi brutalmente machucado. X marca o local onde nós nos perdemos, e marca o local onde nós nos envolvemos de uma forma que não consigo explicar. X marca o local do tesouro, o local das respostas. X marca o local onde arranquei você do meu coração e derrubei lágrimas para aguentar a dor. Inspire e Expire mais uma vez.  Tudo vai ficar bem, dessa vez tem que ficar. Você se simplesmente virou as costas e se foi. Fechei os olhos por um segundo e quando os abri estava sozinha. Respirando devagar. Respirando do modo que consegui.





0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.