Camuflando a dor

Eu distrai minha mente com tudo que era possível para não deixar a mágoa me dominar. Por um certo tempo eu consegui, mas em alguns momentos não consigo evitar deixar as lágrimas caírem. Por mais que minha mente se distraia, meu coração ainda sente a sua partida, ainda bate magoado com as últimas cicatrizes. Deveria ir atrás de você de novo, pedir uma explicação mesmo durante todo esse tempo você não me dando nenhuma. Não sei até agora o que houve, não consigo entender nada. Tudo mudou quando eu menos percebi e eu tentei de tudo para que as coisas voltassem ao normal. Uma vez modificado nada volta a ser como era. Não do mesmo jeito. Eu tive a certeza quando te vi novamente depois de tanto tempo. Foi como se eu não te conhecesse mais, como se uma barreira enorme estivesse entre nós. Eu não consegui sorrir, nem consegui falar tudo que eu tinha ensaiado. Me segurei para não derrubar minhas lágrimas na sua frente enquanto você falava comigo como se eu fosse um conhecido seu. 



Eu quis tanto te abraçar naquele momento, dizer o que meu coração estava implorando pra desabafar. Mas não pude, não consegui. O modo que você me olhava já não era o mesmo e eu cai na real de que talvez eu tivesse perdido tempo tentando fazer funcionar algo que nunca foi certo. Desde o começo, me envolvi mais, doei mais e quem saiu com a mágoa de presente? Vi em você um tipo de esperança que eu me agarrei desesperadamente. Tentei achar os erros, tentei consertar o que estava errado, tentei deixar tudo de lado mas nada foi suficiente e nem seria. Eu queria ficar ao seu lado. Eu queria ouvir de você que você queria que eu ficasse. Não porque eu era uma boa pessoa mas sim porque você tinha medo de me perder. Eu queria ouvir besteiras, ter a certeza de que estava segura do seu lado para mergulhar de cabeça sem o medo de machucar. 

Pra você foi tão fácil ir embora que eu me assustei. Foi como se nada tivesse acontecido e enquanto eu pedia uma explicação você sempre dizia que não sabia explicar, não sabia o que sentir. Continuei confusa, machucada mendigando palavras suas e um pouco da sua atenção. Achei que tinha algo errado comigo e me torturei pra descobrir o que estava te afastando mas quando descobri não foi melhor nem me aliviou. Não adianta me dizer que só quer que eu seja feliz, que eu posso fazer o que quiser. Não posso fazer o que quero. Não pude te manter perto, não pude entender você para conseguir te fazer me compreender. Me pede desculpa mas sabe que pedir desculpas pelo que fez não é suficiente.

Honestamente acreditei em você. Inteiramente me envolvi com você. Intensamente deixei me levar pelas sensações que você me causava.Verdadeiramente fui eu mesma todo o tempo. Eu ainda sonhava e acreditava com poucas forças que poderia encontrar um desses amores que me faria mais sorrir do que chorar. Você deixou a situação pior do que estava e foi embora sem nem ao menos me explicar como lidar com isso. Estou em lágrimas mais uma vez me perguntando ainda o que aconteceu. Me perguntando porque você mentiu, porque me enrolou por tanto tempo. Porque me deixou dessa maneira. Foi crueldade e você sabe disso, Até há como perdoar mas não há como esquecer. Quando o mundo completar as voltas, não pense em voltar. Não há volta agora, não mais.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.