Um recomeço

Eu respirei fundo e me olhei no espelho. Me fiz a mesma pergunta que faço diariamente, sou boa o suficiente pra você? Esses pensamentos estão inundando minha cabeça e eu tenho agido sem pensar com medo de te decepcionar. Tranco a porta e coloco os fones de ouvido no volume alto. Não posso escutar as vozes da minha mente e nem do meu coração. Ambos nãos sabem o que fazer, ambos não sabem me ajudar. Você me conhece bem? Conseguiu enxergar o que tem aqui dentro? Eu te afastei esperando que você fosse embora. Você não foi. Chegou aqui e ficou como se nada tivesse acontecido. Você não liga para minhas inseguranças bestas ou meus ataques de medo. 


Eu caminho até você e te pergunto o que estamos fazendo. Isso vai dar certo, isso vai funcionar? Você me abraça e diz que só o tempo dirá, mas o tempo não me antecipa nada. Beija minha testa e eu fecho os olhos torcendo para que sinta o quanto acho isso especial e único. Eu sei de verdade o quanto pequenos gestos significam. Passa a mão no meu rosto e sorria me admirando como uma boneca colecionável. Eu acho estranho que você ainda queira estar aqui apesar de todas as minhas tentativas pra te afastar. Não é que eu não te queira por perto. É doido, é maluco mas as vezes acredito que mereça algo melhor. Passei os últimos tempos pensando em tudo, pensando nesse tal de amor e se ele realmente já apareceu alguma vez pra mim. Cheguei a conclusão que não. Me perdi em paixões, mergulhei de cabeça mas não cheguei na fase do amor. Por um tempo achei que tudo em minha volta parecia quebrado, queimado por todos os machucados que me deixaram curar sozinha. Então com uma palavra sua, eu vi tudo mudar. Senti uma chama de esperança nascer dentro do meu coração. Eu vi o recomeço. 

Nunca conheci alguém que me intimidasse tanto ou que me intrigasse tanto. Queria saber o que está pensando todo o tempo. Suas ações não são previsiveis e seu jeito está me vicianndo. Não quero ficar dependente, não quero ser controlada. Caminhamos de mãos dadas, rimos de algo engraçado enquanto você me abraça e beija meus lábios. Como se não existisse mais nada. Eu quase resisto, mas você antecipa minhas ações e me agarra antes que eu possa fugir porque isso me assusta. Eu falo sobre tudo, sobre o que estou sentindo e sobre o que tenho medo. Sinto seu calor preencher meu corpo, sinto o toque da sua pele deslizar sobre a minha. Seu olhar não me dá pistas, mas seu beijo me faz querer ficar ao seu lado. Me faz querer ser protegida por você. Sei que posso me defender sozinha, mas cansei de lutar sem acreditar. É um recomeço, O recomeço de algo igual mas diferente. Queremos a mesma coisa? Até onde iremos juntos para continuar mantendo isso? Não me deixe fugir, não me deixe pensar que não posso recomeçar. Que não posso finalmente aprender a amar alguém

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.