Resenha de livro: A mediadora/ A hora mais sombria


Título: A Hora Mais Sombria
Série: A Mediadora
Autor: Meg Cabot
Páginas: 272
Editora: Galera Record

Eis que cheguei no quarto volume da série, A hora mais sombria traz Suzzanah trabalhando em um clube como babá de um garoto assustado chamado Jack que não sai do quarto para lugar nenhum. Ao mesmo tempo seu padrasto começa a cavar seu quintal e acaba descobrindo uma caixa de cartas de Maria ex- namorada Jessie enquanto ainda era viva. Suzie por coincidência acaba recebendo visitas dessa mesma fantasma ameaçando para que exija que seu padrasto pare com as escavações no quintal. Ao mesmo tempo, o pequeno Jack confessa um pequeno segredo a Suzie. Ela conta com a ajuda de Mestre que já desconfia que ela já tenha alguns poderes de mediadora e que saiba falar com fantasmas.No meio de tudo isso Suzie se vê a meio de tomar decisões desvendando o passado de Jesse e descobrindo o motivo de ele estar preso aqui e a história passada aqui há 150 anos.  Em meio a terror, romance, decisões e comédia esse livro tem tudo pra ser o melhor dos 3 até aqui. Diante de um fato inesperado, ela tem que arriscar a própria vida, para buscar Jesse em um plano superior e provar seu amor, provando para ele e si mesma  seus sentimentos. Sem soltar spoleirs. O melhor livro. Em cada livro que se passa da série consigo notar o amadurecimento da personagem sem deixar de lado a personalidade comica e cativante que nos leva a acompanha-la até o último livro. Não tem como não se identificar com a escrita da Meg ou torcer pela personagem em suas façanhas. As aventuras de Suzie a levam a situações inesperadas e que entretem durante toda a narrativa.  Para piorar tudo de vez, Maria de Silva, ex-noiva de Jesse, aparece para Suze, a ameaçando com uma faca no meio da noite. Essa fantasma vai aprontar muito e Suze vai chegar as últimas consequências para “salvar” Jesse.Nesse livro temos mais romance. Jesse fica todo protetor com Suze quando descobre as ameaças de Maria. E digamos que ele também não aceita muito bem a relação entre Paul e Suze, e mostra um lado ciumento que não conhecíamos. Enfim, esse é livro de reviravoltas da série e com certeza um dos mais importantes para firmar a então relação humana/fantasma entre Jesse e Suzie. Recomendo a todos que leram os últimos da série. E quem não começou nem conhece já está perdendo tempo.

“-Suzannah – disse ele quando fechei a porta de novo -, por que está dormindo no quarto de David armada com uma picareta?”



Sinopse - A Hora Mais Sombria - A Mediadora - Vol. 4 - Meg Cabot

Neste volume da coleção, Suzannah esta de ferias e começa à trabalhar como babá em um hotel chique, pois seu padrasto lhe dá duas alternativas: trabalhar, ou receber aulas particulares.Lá, ela conhece Jack, um mediador e Paul,seu irmão, um garoto muito estranho que logo se apaixona por Suze. Porém não é correspondido.Suzannah tem que trabalhar e fugir das cantadas de Paul.Numa noite, Suzannah é acordada por um fantasma de uma mulher, a ex-noiva Maria de Silva do seu namorado Jesse, e ainda exige que a construção de uma piscina nos fundos da casa de Suzannah seja interrompida imediatamente e isso faz Suze pensar em o que esta escondido lá.Será o corpo de Jesse? Suzannah em nenhum momento descarta essa possibilidade. Mais se for isso mesmo? E se solucionarem o seu assassinato e Jesse finalmente passar para o outro lado? Como será que isso vai terminar? Para nossa querida mediadora, problemas e aventuras é o que não falta.E sera que Jack fara as escolhas certas? O amor entre Suzannah e Jesse ira aguentar a todas as coisa que acontecerão?

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.