Foi real? Ou foi coisa da minha cabeça?

Estou presa a uma agonia que não termina. Você foi embora tão rápido do mesmo jeito que apareceu. Não é que eu queira sofrer, mas não consigo me conformar. Meu coração precisa de uma explicação razoável, um motivo que faça sentido. Talvez seja porque eu queira parar de me culpar, parar de achar eu fiz algo errado pra você ter se afastado de mim mesmo tendo prometido que não ia a lugar nenhum. Mesmo tendo dito que daria tudo para que dessemos certo.  Isso já deveria ser motivo para parar de pensar em você o tempo todo, mas isso não basta. Talvez seja isso que eu precisava para acreditar, talvez seja um sinal. Talvez eu estivesse cega, presa em algum tipo de realidade que não existe. Eu vejo você com ela e vou me quebrando cada vez mais. Em pouco tempo você esqueceu de como você dizia que que eu era especial pra você. 


Na realidade atual as pessoas não dão importancia do impacto de suas palavras na vida de outra, em como elas deixam marcas em um coração que já foi muito machucado. Então só me diga, só me responda. Foi real ou foi tudo da minha cabeça? Imaginei demais? Senti demais? Me envolvi demais, me preocupei demais? Deveria ter sido menos sentimental, menos medrosa, menos eu? Cada pequeno olhar seu em minha direção me fez me apegar a você. Você parecia tão interessado, tão envolvido quanto eu e questão de momentos isso mudou. Ainda estou repassando os momentos, tentar achar os erros como em um estúpido jogo. Não consigo perceber o que fiz de tão grave. Por favor, me diz algo que faça sentido. Diga que pelo menos alguma palavra foi sincera. É hora de seguir em frente? É hora de fingir que foi só uma paixonite tola que passa rápido com o tempo? Estou lutando por algo que me apeguei em pouco tempo sem saber o que estou fazendo. 



Me desculpa, mas só estou fazendo o que esse meu coração bobo está me pedindo. Posso me convencer de que me enganei? Não posso deixar de pensar, não, não é tão fácil enquanto as lembranças vai e voltam em minha mente. Quando menos espero estou derrubando lágrimas, lembrando do modo como costumava tocar em meu rosto ou do modo que me olhava nos olhos sem receio. Nós poderíamos ter tido algo verdadeiro, se você tivesse me dado mais tempo, mais chance. Eu estava cega ? Talvez por isso não pudesse enxergar que isso não teve o mesmo significado pra você do que pra mim. Talvez a culpa seja minha mesmo, talvez eu não tenha te explicado direito o quanto sou complicada. O quanto sou insegura porque já sofri muito, mas não me culpe. 

Culpe a quem eu confiei e quebrou minha confiança. Culpe a quem eu dei um coração sadio e me devolveu um coração em pedaços. Quero olhar nos teus olhos e dizer que sinto muito se não te mostrei meu melhor, se não te deixei ver o quanto precisava de você, o quanto estava feliz por ter encontrado. Fiquei assustada, deixei o medo me dominar e talvez esse tenha sido o motivo da sua partida. Ou talvez você tivesse que ter percebido que era tudo uma questão de paciencia, confiança e tempo. A verdade é que eu sinto sua falta. 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.