Não tenho mais conserto

Eu sou como um relógio com defeito. Por mais que tentem me consertar eu sei que não tenho mais conserto. Meus olhos estão inchados novamente. E dói mais ainda saber que ao respirar a essa dorzinha no peito bate tão forte. Então eu grito fortemente e alto dentro de mim" Não chora, não ligue pra isso". Eu respiro e inspiro, tento pensar em qualquer outra coisa, mas as palavras acabam me cortando como navalhas, e machucam tanto que eu acho que as feridas nunca vão cicatrizar.

Quando se está na pior, de onde se tira forças ? Nada parece te alegrar o suficiente, nada parece te distrair. Eu queria mesmo tirar toda essa angústia,toda essa dor, toda essa tristeza e decepção de dentro de mim. Queria jogar fora as minhas armaduras, desligar todas as minhas defesas e desmoronar. Chorar, gritar e jogar todas as coisas que tiver ao meu redor, pra ver se de alguma forma eu liberto isso que tem dentro de mim. Eu nunca fui normal, nunca  dei muito certo com o que impunham pra mim. Talvez haja algo seriamente de errado comigo. Talvez eu esteja enlouquecendo e não esteja percebendo. Vivem me repetindo que eu tenho que ter força, que as coisas vão melhorar. Mas quando?


Estou cansada de lutar sozinha, cansa ver portas se fecharem, cansa só sentir dor e ouvir críticas de quem você mais esperava que te elogiasse ou que ao menos ficasse ao seu lado. Desde muito cedo eu procurei um refúgio, me entreguei em todas as coisas que fazia para fugir de outras que me atormentavam.  Eu daria tudo pra ter pra onde correr agora. Eu daria tudo para ter um lugar onde pensar, onde as lágrimas pudessem cair sem julgamentos, onde eu pudesse ter alguém que me abraçasse e me contasse sobre minhas qualidades, porque eu mesma já não consigo mais enxergar.

É exaustivo as pessoas só apontarem seus defeitos mas nunca elogiarem suas qualidades. Sou muito de colocar meus sentimentos pra fora, e estou tentando colocar mais deles nessas palavras. Eu coloquei a mão sobre meu coração e fechei os olhos. Outra lágrimas caiu. Pensei comigo" eu poderia desistir de tudo, poderia jogar tudo pro alto". Mas tem uma voz bem fraquinha dentro de mim, me implorando para que eu continue, para que eu continue acreditando. Eu precisava tanto de você. Queria não precisar tanto de alguém do meu lado, queria ser aquele tipo de pessoa que consegue aguentar tudo sozinha. Mas eu não sou, olho pro lado e não tem ninguém pra contar o que estou sentindo, eu só precisava ouvir uma  palavra positiva. Alguma coisa sobre eu ser especial ou ter talento.

Um abraço também cairia bem agora. Eu só queria alguém que me visse por dentro. Mas to achando que essa pessoa só existe nessa imaginação. "Lá vai ela fazer drama" sei que muitas pessoas vão dizer, mas prefiro mil vezes ser dramática do que ser sem coração. Esse é mais um daqueles dias que parecem que nunca acabam e essas são só mais algumas das milhares palavras escritas em madrugadas chorosas. E mais uma lágrima cai pelo meu rosto..
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Que lindo Blog! Chorei agora! s2
    Seguindo e Curtido! Retribui?
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/especial-na-minha-estante-autora.html
    https://www.facebook.com/overdoselite
    Bjus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.