O quase não é o suficiente

Gostaria de dizer que nós tentamos. De verdade. Gostaria de culpar a vida por tudo. Mas sei que isso não é uma verdade. Talvez, não estivéssemos certos. Talvez, houvesse alguma coisa realmente errada. Eu sei que isso é uma mentira, mas estou cansada de existir. Não é drama não. É o que restou aqui dentro de mim, é o que tem agora. Isso me deixa triste. Isso faz meus olhos encherem de água por querer que as coisas fossem de um outro modo que eu não sei qual é.

 Eu tenho que permanecer perto, tomar uma dose de algo que me faça esquecer por um tempo, porque sei que estou marcada. O que há de tão errado comigo? Simplesmente você não é o bastante. Cara certo, hora errada? Hora errada, cara certo? Nem sei qual a ordem correta. Do que serve? Pra que tentar achar uma explicação? Pra que se apressar? Pra alcançar e depois perder? Agora, estou arrasada e chorando. E cara, eu sinto sua falta. Droga, eu sinto sim. E não há mais consolo. Isso terminou tão diferente no meu sonho. As coisas nem sempre são o que parecem eu sei disso. Mas eu confiei em você. Eu não pude negar por mais que eu queria na hora. Eu sabia que na hora certa os sentimentos iam se mostrar. Mais cedo ou mais tarde, eu sabia.


 Que ficaria sozinha me perguntando porque você foi embora. E aqui estou eu. O quase não foi suficiente. Não é suficiente. Eu quase te dizer que estava apaixonada não saiu. Você não pode esperar. Eu nem ao menos sei o que aconteceu. Você sumiu do mesmo jeito que apareceu. E eu nem sei nem ao menos como te encontrar. Se você soubesse o quanto eu te queria. Eu te expus todos os meus medos. Abri meu coração tantas e tantas vezes. Pela primeira vez me senti segura. Você me fez ser deixar de ser a menina e ser a mulher que eu sempre quis. Nós agora estamos em mundos separados.

Eu não sei o que fazer. Não sei como te esquecer. Não sei mais o que esperar de alguém. Trocaria tudo nesse mundo pelo seu colo agora. Pelo seu abraço. Se eu pudesse mudar algumas coisas, não haveriam despedidas. Não haveria dor. Não haveriam mágoas. Você estaria bem aonde eu me lembro. E poderíamos ter a chance que merecíamos. Mas onde você está? Como posso te perguntar porque?  Então quando me perguntam porque eu não acredito nas pessoas. Por que eu desconfio delas. Ou porque eu não gosto tanto mais de flores. Porque sempre tenho medo de me envolver, de me machucar. Porque sei que uma hora estarei com o telefone na mão esperando uma ligação que não vem. Esperando alguém sozinha em algum lugar alguém entrar pela porta que não vai entrar mais.

E é por isso que eu não me entrego assim tão fácil. Estou assustada demais pra lidar com isso. Não quero ouvir mais ninguém. Velhas Marcas. Quanto mais passa o tempo, menos eu entendo. Eu só quero alguém do meu lado. Alguém que me faça me amá-lo e que ame de verdade com sinceridade. Eu preciso de algo pra me fazer acreditar. Eu achei que você tinha isso. Me disseram que algum dia eu vou encontrar essa pessoa, mas quando vai ser isso? Eu não quero me machucar em mais caminhos. Posso não continuar aguentando. Eu tentei me proteger e mesmo assim não consegui. Quase me apaixonei.Bem eu quase consegui amar alguém novamente. Quase amei você. Mas o quase não é suficiente. Percebi isso agora. Boba eu que não percebi isso antes.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. como pode ser tao perfeitos né *----* amei o gif!

    http://tainara-lopes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.