O outro lado da história

Ela está me encarando, estou tentando saber o que ela está pensando. Aqueles olhos castanho se perdem procurando algum ponto fixo pra se firmar. Ela evita olhar para o meu rosto. Estou sentado, ao lado dela. Mas sinto ela ficar cada vez mais longe de mim.O silêncio predomina e ninguém está falando. Ela abraça os joelhos na cama, e os agarra como se aquilo fosse aliviar a mágoa, que eu sei que está sentindo por dentro. Se falarmos sei que virá outra discussão.

Antes eu estava soltando gritos pra ela, ela soltando mais gritos pra mim. O que tudo isso significa, é que nenhum dos dois está realmente escutando um ao outro. Isso não está funcionando, e de certa forma isso me apavora. Não me vejo sem a presença dela na minha vida. Sei que poderia pensar no caminho mais fácil. Mas tudo que visualizo pro futuro é pensando nela ao meu lado. O pior de tudo, é que as vezes esquecemos o real motivo de estarmos brigando. Estamos brigando por nada. Nós dois nos machucamos por nada. Brigando e chorando por nada.


O que aconteceu conosco? Isto não deveria ser uma coisa a atrapalhar nosso amor. Porque esse sentimento que tínhamos era como algo forte demais pra ser abalado desse jeito. Eu observo suas expressões tristes, e os olhos inchados. Sem brilho. Eu sinto falta daquele sorriso. Me dou conta de quanto não a vejo realmente contente. Oh, meu amor. Eu sei que as vezes pode chover. Sei que poderão haver alguns trovões e a maré poderá ficar violenta. Nós podemos resolver isso agora. Podemos esquecer todas essas pequenas coisas que nem significam nada perto do que sentimos. Eu não posso dormir com essa dor.Cansei de fingir que não estou sentindo nada, porque dói ainda mais. Estou pouco me lixando pra essa tal de masculinidade. Baby, eu não quero dormir essa noite sabendo que posso te perder pra sempre. E não quero que você pense que está sozinha. Isso me deixa realmente chateado.  

Você está constantemente me acusando, e fazendo perguntas que já sabe a resposta. Nós estamos criando uma guerra, sem motivos convincentes. Nós dois estamos perdendo, e saindo com ferimentos greves. Menina, não é assim que deveria ser. O que aconteceu com o " Vamos resolver isto juntos?".Estamos nos separando e nos deixaram em lugares diferentes. Não é assim que tem que ser. Eu não vou te deixar de lado, se meu coração não suporta a ideia de ficar sem você. Que diabos será que estamos fazendo agora? Conosco? Com esse sentimento? Minha linda, eu sei que nosso amor não será perfeito. Nós sabemos o quanto ele pode ser bom.  Nós podemos ficar nervosos, podemos brigar.

Contanto que tudo fique bem entre nós amanhã e que eu possa me deitar ao seu lado. Pegar sua mão e olhar nos seus olhos. Te aninhar no meu peito e dizer com toda certeza do mundo, de que daremos um jeito de fazer isso funcionar melhor. Linda, nós vamos ser felizes. Eu posso mudar isso por você. Seu sorriso irá aparecer novamente, só preciso enxergá-lo mais uma vez. Todo esse sentimento só aumenta e estou disposto a dar tudo que você precise.

Inspirado na música Mad do cantor Ne-yo
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Adorei, Cybelle! Lindo, lindo, lindo o texto! Fiquei com uma dorzinha no coração lendo ele, sabe igual quando você assiste filme e o casal está brigando, a mesma sensação. Você escreve muito bem, de verdade.

    Beijos, Doce Loucura

    ResponderExcluir

  2. Oi flor, tem sorteio no meu blog e ficaria muito feliz com sua participação!
    sorteiefb.com.br/tab/promocao/261741
    Beijinhoas
    Blog Jana Nogueira| Fanpage| Twitter| Youtube

    ResponderExcluir
  3. Ownnnt *-* É um saco mesmo brigar com quem amamos, mas às vezes é necessário colocar à prova o amor, mesmo que por pouco, pois se vocês conseguem superar a desavença isso significa mais do que apenas conseguir deixar de lado os momentos ruins. Porque sabe o que dizem: é entre um momento ruim e outro que os bons acontecem.
    Love, Nina.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.