Olhando por dentro de mim

Sinto que posso afundar a qualquer momento. Eu piso no chão mas não sinto firmeza. Sinto meus olhos encherem de lágrimas a todo momento. Sinto vontade de chorar ou de sumir. Muitas vezes desejei que um buraco negro abrisse no chão para que eu pudesse me jogar dentro dele. Afinal, o que há de tão errado comigo? As vezes penso que realmente tem algo errado comigo. Só pode ser. Só vejo as pessoas ao meu lado tão felizes. Com seus namorados, amigos e fazendo todas as coisas que gostam. E tudo dando certo para elas. E a questão que fica é: E eu? Não posso dizer para ninguém. Não posso desabafar completamente. Me chamariam de louca ou até coisa pior. Talvez eu seja louca mesmo. Por ser desse jeito complicado. Na maioria do tempo, sinto algo forte aqui dentro, algo que eu tenho que lutar contra com todas as minhas forças, todos os dias. Porque sei que se deixar isso me dominar me tornarei uma pessoa diferente. Uma pessoa que eu não quero ser. Eu olho pro lado, e vejo pessoas próximas a mim levando vidas infelizes. Presas por alguma coisa. Sem nem ao menos saber o quanto isso afeta a elas mesmas e as pessoa ao seu redor. 
Eu sou medrosa. Muito medrosa. Mas finjo ser corajosa todos os dias. Choro quase todos os dias, isso melhorou um pouco agora, mas a angústia não deixou o meu coração. Não importa o quanto eu chore, porque no final do dia, eu tenho e sou obrigada a colocar um sorriso no rosto. Olhar para o rosto das pessoas na ruas. E quando elas me perguntam se estou bem, mentir descaradamente. Dizer " está, tudo bem" é muito fácil. Fácil demais pra mim. Sai como algo automático. Algumas pessoas realmente não se importam ou não ligam para o que você está passando, e simplesmente não querem ouvir. E ai vem aquela sensação de incômodo que eu acho que é uma das piores. Estou amedrontada pelo meu futuro. Por não saber o que vai acontecer. E por não querer ter uma vida como eu vejo que pessoas próximas a mim tem. Por não querer ser uma pessoa vazia. Por querer ser feliz.

Por isso ainda sonho em encontrar alguém que possa ser forte o suficiente para lidar com isso, para lidar com todas as minhas fraquezas, minhas neuras, meus ataques de nervosismo, meus dias de mau-humor, meus dias de TPM  cansaço, tristeza. Alguém que possa me abraçar forte quando eu estiver mal e não dizer nada, alguém que segure a minha mão e nunca solte. Alguém que enxugue as minhas lágrimas e me coloque um sorriso no rosto. Com certeza é isso que quero. Enquanto isso, eu continuo aqui. Do mesmo jeito de sempre. Tentando melhorar todos os dias. Chorando na maioria deles. Fingindo Sorrir. Sorrindo verdadeiramente em raros dias. Fingindo ser forte. Fingindo estar tudo bem. Essa sou eu. Ainda aqui esperando. Esperando por esse alguém com os olhos brilhantes e o rosto manchado de lágrimas. Sou insegura. Sou imperfeita. Sou um pouco louca. Mas o medo e a mágoa ainda continuam aqui comigo. Então vem. Vem logo. Estou esperando por você. Só não demora muito não. Me salve daqui. E de mim mesma.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. É impressionante, parece até que você me conhece,rsrsr, sempre quando leio seus textos é como se fosse eu ali, estampada em cada frase.
    Sinto isso também, quando as pessoas ao meu redor não percebem o quanto a "felicidade sem fim" me deixa angustiada e me faz querer isso também, só que pra mim sempre é mais difícil, Por que né ?

    Beijos e parabéns pelo Blog.

    http://continuarei-a-escrever.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh me deus mtu obrigada pelo elogio

      fico mt mt feliz
      volte sempreee
      um beijo enorme em vc

      Excluir
  2. Ahhh, TÃO EU, Cyh!!!!!
    Eu sempre fico me fingindo de forte e fingindo que não ligo pras coisas, dando desculpas. "Sono". "Dor de cabeça", mas no fundo só estou cansada de viver do mesmo jeito. Queria um resgate também, alguém que introduzisse cor na minha vida, que me fizesse ter motivação para sair de casa (não saio de casa para me divertir há mais de um mês, sério), que me dissesse tudo o que gostaria de ouvir. Mas não tenho nada além da angústia e do desânimo, mesmo. E acho que, na verdade, ninguém virá para me salvar. A única coisa que me salva é a escrita, por isso sou apaixonada pelas palavras. Elas têm significado para mim, ao contrário do que ocorre com o restante das pessoas. Eu acredito nas palavras.
    Um superbeijo, amada!
    Love, Nina.
    http://omundocoloridodanina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre me elogiando e sendo fofaaa
      um beijo enormeee

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.