Essa é a vida real

Eu estou acordando sozinha. De novo. No meio da noite. Assutada e com um aperto esmagador dentro do meu peito. É mais uma noite. Mais uma das mais difíceis. É uma daquelas que eu fico imaginando onde você está. Ou porque não atendeu o telefone. Na realidade, você nunca me trouxe flores. Flores pra que? Elas secam e morrem em menos de 1 semana. Essa foi sua resposta quando te questionei. Você nunca está perto. E quando está fica menos de 1 hora. E eu fiquei acostumada a ficar na minha. A não falar nada. Por que sabia no que isso ia levar. Ia acaber em gritos, discussões e lágrimas. Lágrimas da minha parte. Essa é a minha vida. Essa é vida real. Pura realidade. Você não é o que eu pensava . O que eu sonhava. E isto com certeza não é o que eu quero nem nunca quis. Eu costumava de ter do meu lado. Me abraçando no frio. Costumava sentir sua pele quente sobre a minha. Sua respiração na minha nuca e seus beijos no meu pescoço. O espaço que você ocupava está vazio a maior parte do tempo. 


Acho que as coisas nem sempre são que parecem. Eu tenha talvez demorado tempo demais para perceber isso. Quando eu fecho os olhos. Me sinto melhor. E eu quero demorar o tempo que puder para abri-los. Por que em meus sonhos, eu estou acordando em rosas. Beijos, carinhos e eu sei que vai ser sempre assim. Queria que fosse sempre assim. Pelo menos nesses sonhos. Nesse sonhos, você sempre esteve em pé ao meu lado, sorrindo. Dois corações agora inteiramente completos, se amando como deveriam ter feito muito antes. E então, quando eu menos quero eu acordo. E percebo o que é realidade e o que é sonho. E ainda me perguntam porque prefiro viver nos sonhos. Por que essa aqui é a vida real. E nessa vida, essas coisas nem sempre funcionam. Pessoa vem, pessoas vão. Pessoas prometem ficar mas vão embora. Se apaixonam e desapaixonam mas rápido do que piscar os olhos. Corações se quebram e muitas dessas vezes nem fazem barulho. Bem quando eu pensei que isso tudo fosse o que eu sonhei, você veio e me mostrou a realidade. E era tudo tão diferente. Mas isso não é o que eu quero pra mim. Não é o que eu quero pra minha vida. Noites com coração apertado. Ligações não retornadas. Mensagens perdidas. Apertos no coração. Nada disso faz bem. Quero as rosas dos meu sonho, os abraços e beijos carinhosos, o beijo na testa, e o carinho na mão. Quero viver esse sonho. E nunca mais acordar. Essa deveria ser a minha vida. A verdadeira vida merecida.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Nosso grande erro é esperar demais das pessoas e achar que elas são do jeito que nós queremos que seja. Não é assim e a vida nos ensina devagar sobre essa questão, quebrando a cara mil vezes até perceber que não é assim que as coisas acontecem. Precisamos deixar rolar, saber que existe um tempo para cada um e respeitar seu jeito, nos adaptar aos limites dos outros. Sou uma pessoa que se decepciona demais quando não é o que quero, mas estou aprendendo a não ser assim, apesar de ser dificil.

    Adorei o texto, Cyh.
    Beijos,
    Monique Premazzi.

    ResponderExcluir
  2. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Que lindoo !! Adorei o texto, é perfeito *--*

    http://alittlemorethangloss.blogspot.com.br/

    Beijoos :)

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Vi seu blog na lista do blog "Siga-me" vim conhecer e já estou te seguindo, venha me fazer uma visita e seguir o meu também. Lindos seu texto Parabéns, por este lindo dom em escrever.

    Beijos.
    Shirley Nesi

    http://passatemposeartesanatos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Sou sua fã. Adoro seus textos! Beijos

    www.facebook.com/sweetseptemberblog
    www.likeseptember.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.