Resenha de Livro: Eu odeio te Amar


Título: Eu Odeio te Amar
Autora: Liliane Prata
Ano: 2015
Páginas: 240
Editora : Gutenberg
Nota: 5 de 5 de 5 ( meu queridinho)

Conheci o trabalho da Liliane há algum tempinho atrás, pra falar a verdade meu amor por livros nacionais se iniciou por ela e pela Thalita Rebouças. Quando comecei a ler esse livro esperava algo totalmente diferente do que foi exposto na história e que surpresa boa. Já de começo vou avisando que quando você começa esse livro, a Liliane faz algum tipo de magia que não te deixa desgrudar das páginas e elas voam loucamente. Foi impossível parar. Eu já havia lidos livros da Liliane e sabia que a linguagem era gostosa, mas esse livro entrou na lista dos queridinhos por ser incrivelmente envolvente, engraçado e bem desenvolvido. Quando estava quase no meio da história, rolou um deja vu muito grande. Os nomes dos personagens, os jeitos, as personalidades lembravam muito personagens de outro livro da Liliane. Mesmo assim, continuei envolvida pela leitura e me vi rindo sozinha de muitas situações com a Débora. Felipe é um amor de pessoa e no começo, você fica até que com um pouco de raivinha dele, mas tudo se encaixa no final. 

O livro conta a história de Débora que está prestes a casar com o Felipe. Porém, na véspera do casamento Débora flagra uma cena constrangedora de seu noivo com outra mulher. Sem saber o que fazer, se termina o noivado, se conversa com o Felipe ou se o confronta a personagem se vê presa em um dilema. Mesmo com isso na cabeça, a ponto de deixa-la maluca, Débora casa com Felipe e durante sua lua de mel e depois bola um plano pra dar o troco no marido. Os pensamentos da personagem são hilários, assim como certos acontecimentos. É uma loucura total. Vi muitas críticas dizendo que acharam a Débora bem imatura e que casar sem falar nada não fazia sentido. Acho que o plano maluco que ela bolou pra dar o troco mesmo não falando nada foi a chave pra que a história fluísse. Não posso reclamar de nada com relação a esse livro. 




A escrita é gostosa, solta, bem desenvolvida, Débora é cativante pra mim sim e tudo vai se desenrolando de uma forma bem fácil. Terminei esse livro mais rápido do que esperava com um sorrisão no rosto. Eu fico assim quando amo livros que me fazem rir. Nessa euforia, enviei uma mensagem a autora elogiando o livro e questionando algo que estava me incomodando muito. E pra minha surpresa e confirmação a Liliane me confirmou que a Débora de Eu odeio te amar é a mesma personagem de seus livros " Diário de Débora 1 e 2", livros adolescentes que saíram há um tempinho atrás. Eu fiquei super feliz porque Diário de Débora foi um dos livros que me incentivou  a ler ainda mais. Nesses livros da Débora ela ainda era adolescente, mas continuava do mesmo jeito engraçada e exagerada fazendo tudo ao contrário da lógica. Também nesses livros sabemos como ela conheceu o Felipe e as idas e voltas desse namoro. 

Foi tão maravilhoso saber que a Liliane pegou uma personagem que eu já adorava e fez um livro novo pra ela com um jeito diferente onde podemos saber o que aconteceu e principalmente ver que ela e o Felipe continuaram juntos desde o namoro.
Ai! Já deu pra perceber que eu amei ?Já! Não tenho muito mais o que falar. Não vou afirmar que você vai adorar o livro também, porque tudo isso é questão de opinião, mas se você quer um livro pra dar risadas ou também leu O diário de Débora essa leitura aqui é obrigatória. Meu queridinho.




Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparcer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.