Isso é o que ninguém sabe

Eu sinto raiva e mágoa o tempo todo. É como um bichinho pequeno que te consome e parece te levar a loucura. Isso cansa, tira o restante de energia que você nem sabe que tem. Uma hora você respira e já não sabe porque está respirando. Você deixa de acreditar em tudo e todos não por ser negativa mas por estar cansada de acreditar e nunca ser diferente. As palavras que antes consolavam agora já não adiantam tanto. 1,2,3 segundos tenho medo de respirar fundo porque sinto meu coração doer toda vez que faço isso. A grande verdade é que palavras machucam tanto, tanto que parecem extrapolar as feridas dentro de si, deixando-as em carne viva. Não há remédio que cure, que feche essas feridas porque lá no fundo você sabe que uma parte já foi machucada, e aquela parte nunca mais será a mesma. Não tem volta. Só que ninguém sabe além de mim, que as vezes eu choro do nada. Por algo que eu nem sei exatamente o que é.



Queria poder fingir estar adormecida enquanto essas lágrimas caem, porque no fundo ninguém realmente sabe. Ninguém gosta de perder a voz, de se perder. Meus segredos estão seguros comigo mesma, eu me perdi do caminho de volta, me perdi do meu coração.Ninguém realmente sabe como é estar na escuridão, até ficar nela. O ritmo do meu coração já não é mais o mesmo. O mundo está adormecendo e eu sei que ninguém sabe, ninguém além de mim se preocupa com o que me machuca, com o que dói. Com certeza não quero ser a garota que sempre chora, que sempre tem algo que não consegue superar. Sei que preciso ser maior que meus medos, sei que preciso ser maior que essa dor. Queria encontrar o caminho mais rápido para superar,ou talvez um botão para esquecer tudo por um tempo. Isso me permitiria não lembrar, não sabe o que me apavora, o que me arranca lágrimas. 

O sol está me cegando e eu tenho que levantar mas tudo que quero é ficar aqui caída no chão. Não quero ser aquela digna de pena de ninguém , não quero ser a garota triste que sempre tem um problema pra contar. O silêncio me assusta e me apavora, as vozes em minha cabeça não se aquietam. Por favor, não me diga que estou enlouquecendo. Não me diga que eu perdi o controle e agora não sei o que estou fazendo. Quando é bom, é tão bom que estraga e acaba rapidamente. Perdi as contas de quantas vezes ouvi a mim mesma chorar, angustiada apenas tentando encontrar alguém que me escutasse. Não me orgulho de dizer isso, mas essa é o que eu sou. Sou feita de cacos quebrados, lágrimas que não acabam  e um coração quebrado. Entenda que não pode me restaurar, eu apenas posso tentar esquecer.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.