Sobre algumas palavras vazias no caminho

Não pense que eu sou de aço, não sou como prego que não sente nada quando batem nele. Posso não falar nada na maioria das vezes, mas sinto mil vezes mais. Você só está errado,eu ainda sinto o peso dessas palavras, dessa dor. Ainda sangro por dentro algumas noites, você não pode continuar me sugando desse jeito. As palavras cortam minha pele, lágrimas escorrem pelo meu queixo e meus muros desabaram por dentro. Mas eu sei que tenho levar todas essas tombadas e levantar todas as vezes, até que me digam que as cortinas se fecharam. Não tenta em tomar o melhor de mim, porque eu te digo que você não vai conseguir. Não cansa jogar pedras em mim? Não cansa me chutar enquanto estou caída no chão? Você diz que eu mereço tudo que aconteceu. Você está feliz em saber que estou sozinha depois de tudo? Estou de coração partido, cansada e destruída. Sim, por que não? Uma hora desmoronamos, uma hora tudo que não dá certo pesa tudo de uma vez só. Eu vou tirar forças para erguer sem hematomas, sem machucados por aí para que ninguém possa enxergá-los. Sua voz soava como uma navalha, e sempre parecia ter a intenção de me machucar. Costumava me fazer chorar, cortando todas as minhas defesas fora.


Pode ir em frente e dizer o que quer dizer. Você sabe muito bem que está espalhando palavras vazias pelo meu caminho. O engraçado de tudo isso é que você pensa que eu tenho que escutar, mas eu não tenho. O engraçado de falar é que suas palavras nunca mudam. Há pouco tempo eu tenho percebido que a vida pode ser realmente cruel. Mas saiba que a única aprovação que conta aqui de verdade é a minha. A parte mais dura ou dolorosa não pode ser vista nem ouvida. Essa jornada começa quando eu consigo acreditar em  mim novamente, quando eu não tenho mais medo. Quando tudo passa a clarear novamente, é exatamente isso que eu sempre quis agora e antes. Eu posso fechar os olhos e fingir que isso nunca aconteceu, posso criar um universo totalmente perfeito dentro da minha mente.


Eu nunca mais sairia dele se pudesse, eu nunca mais choraria tanto como choro agora. Como você me faz chorar, será que isso de certa te satisfaz? Não pense que eu quis sua pena. Não, não tem nada a ver com isso. Eu só quero que uma hora você perceba o quanto isso realmente machuca, o quanto isso causa estragos que não podem ser revertidos. Estragos esses que te assombram onde quer que você vá, estragos esses que fazem com que você não consiga mais confiar em ninguém, estragos esses que fazem você chorar noites durante a madrugada agarrada ao travesseiro para ninguém escutar seu choro. Isso não muda, porque o que falam é verdade, uma vez modificado nada volta exatamente a como era antes. E certas coisas que foram mudadas fazem uma falta maior do que você pensou que algum dia faria, porque querendo ou não as marcas estão aí, e meu amigo isso não dá pra apagar com borracha ou botão nenhum . A única coisa que resta é minha mente torturar com coisas que há pouco tempo estavam guardadas no fundo da minha memória, e isso não é bom pra ninguém.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.