Seja lá o que isso for

Eu meio que gosto do jeito que você sorri. Não, quer dizer não é meio. É inteiro. Eu adoro o jeito que você sorri e o jeito que me olha. É como se tudo ao redor não me preocupasse mais. Ainda não sei o que fazer, nem ao menos sei se o que estou fazendo é certo. Mas sabe quando você somente quer sentir sem se preocupar com nada? É isso. Nós podemos fazer qualquer coisa que quisermos, podemos estar juntos e ter essa intimidade estranha e louca mas que pra nós faz todo sentido. Qualquer coisa que você quiser que eu seja, eu serei. Essa conexão entre nós é tão grande que me assusta. Assusta ao ponto de querer pensar e não pensar ao mesmo tempo. Quero estar com você, mas não quero me me machucar. Seja o que isso for, não vamos forçar.  É o começo de algo tão bom e não quero complicar mais nada. Não pare, não vá embora, não suma. Apenas continue,continue tentando fazer isso dar certo de algum modo. Qualquer que seja a coisa que esteja fazendo comigo. Não há nada de errado por enquanto, pois estou somente sentindo. 




Eu adoro a sensação das suas mãos sobre minha cintura,do modo que passa a mão sobre meu rosto e olha nos fundos dos meus olhos. Não sei que tipo de sussuro hipnotizante está dizendo ao meu ouvido mas soa tão bem, tão certo. Quero parar de me impedir de sentir as coisas como elas devem ser sentidas. Quero que saiba um pouco de como me sinto quando falo contigo, quando estou perto de você. Eu me completo. Parte do vazio se preenche por tempo determinado e eu só penso em como estou bem comigo mesma. Não sei nomear o que temos agora, nem sei se amanhã vamos estar sentindo o mesmo. Se vou querer isso como quero agora porque as coisas mudam tão rápido. E isso me assusta pra caramba. Na maior parte do tempo não te conto o que sinto, talvez seja muito complexo, cheio de dúvidas que eu não quero te preocupar. 

Não posso esconder que quero ser a única que você deseja, quero ser o que você quer em todos os sentidos porque é isso que me faria mais feliz. Não posso parar e também não posso te deixar. Então, sim. Eu posso te dizer que imagino a gente dividindo um monte de momentos, daqueles bem especiais sabe? A gente rindo e conversando.  Resolvendo viajar juntos sem saber muito bem pra onde. A gente dormindo e acordando juntos na mesma cama. Imagino você tocando violão pra mim,  um monte de cafunés que não precisamos contar e a gente completamente enroscado um no outro sem querer se soltar. Eu imagino até a gente cozinhando algo juntos, ou talvez só tentando. Cuidando um do outro, brigando e  fazendo as pazes na cama como se nada tivesse acontecido. Imagino a gente só na praia abraçados, de mãos dadas sentindo um beijo e olhando pro mar. Um monte de loucuras só pra dar risada, só pra eu sorrir e você sorrir. Porque olha só, do seu lado eu só estou imaginando coisas boas e que arrancam sorrisos meus verdadeiros nas horas mais valiosas. Bobeira? Pode ser, mas é isso ai.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Querida, é sempre lindo amar, não importa nada ao redor, vale a pena sempre os arrepios, as loucuras provocadas pelo amor!
    Espero você em meu blog!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.