Correndo riscos

Eu pensei que realmente tinha bastado, pensei que eu poderia ficar bem desse jeito sabe? Talvez não se apaixonar novamente fosse a solução. Pra que mais uma ilusão fantasiosa? Por uma vida que achei que seria mais feliz tentei não ouvir mais nada com relação ao meu coração. Construí uma muralha forte e por dentro eu me sentia segura. Era somente eu e mais ninguém.

Então, agora pode me chamar de idiota porque eu corri. Pode me chamar de idiota porque eu quis tentar me proteger enquanto você só tentava pular esse muro. Me chame de idiota por estar me sentindo tão bem em querer não me machucar. De alguma forma eu cresci e eu não quero mudar isso agora. Minhas barreiras não podem se quebrar, e é nesse exato momento que eu sei que tenho que te deixar de fora. Não posso te deixar ultrapassar esses limites. Minha mente parou de pensar e meu coração quer tomar conta. Que droga! 





As barreiras estão realmente quebrando, estou tentando correr mas vejo tudo se congelando ao meu redor. A realidade nem sempre é a melhor escolha. Até o dia que você chegou de fininho, como quem não queria nada. Meu mundo começou a girar e eu perdi a noção de como fiquei tonta. Não sei se quero te deixar ir, apesar de saber que é o certo. Ou será que estou errada? A confusão que você causa é maior do que o medo que eu sinto.  Eu tento ouvir meus pensamentos, mas parece que estou caindo tão fundo. E quando sinto que não vou mais poder respirar, você me traz de volta a superfície. Me mostra que vale a pena, que tenho que correr o risco. Então eu penso uma, duas, três vezes. Sei que agora estou pensando demais e me pergunto se não deveria somente sentir? Eu tenho que deixar meu coração de fora. Então me diga o suficiente para me fazer mudar de ideia. Me convença e me mostre que é capaz disso.

Eu quero saber se há alguma estrada em que podemos virar com certeza para que isso realmente funcione. Eu olho nos seus olhos, e de alguma forma bizarra eu apago por um tempo todas dúvidas e medos. Minhas barreiras cessam tão facilmente. Eu não quero ter arrependimentos amanhã quando cair na realidade. Se não for assim que dever ser, então me mostre como deve. Vá mais longe, desvie da cicatriz que ainda marca meu coração. Você ainda não chegou na parte mais importante. Eu vou te dar meu coração se você prometer devolve-lo do jeito que está. Mas não o machuque se não quiser tentar de verdade. É uma longa perseguição, mas meus sentimentos estão expostos. Fui pega e nem sequer consegui armar minha defesa. Agora você tem que saber que eu nunca ficarei longe e que quero sentir tudo novamente. Como se fosse a primeira vez.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.