Uma estrela Perdida

Eu sempre me senti deslocada, como se não pertencesse a esse lugar. Apesar de nunca ter tido a oportunidade de buscar um lugar o qual eu pertencesse. Eu era como uma estrela, perdida no meio de todas as outras, brilhando mas nunca notada por não conseguir se destacar e nem achar seu próprio brilho. Além do céu, eu via pontinhos brilhantes que formavam sonhos que contagiavam meu coração e me faziam querer sair por ai, esquecendo todos os perigos e machucados que poderiam acontecer acontecer no caminho.

Eu representei bem o papel que me deram durante um bom tempo, mas esse papel não era meu. Me fizeram acreditar que eu não era capaz disso e por um longo tempo eu acreditei neles. Mas quem disse que eles estão realmente certos? Enquanto estou sozinha, deitada em minha cama e fecho os olhos imagino um mundo onde eu posso ser quem eu quiser. Onde eu nunca me senti deslocada.


Todas as estrelas estão no céu por algum motivo, mas isso não faz delas menos importante. Elas não tem que se misturar pra isso. Elas só tem que ser elas mesmas para poder chegar no seu objetivo. Eu sempre tive medo de me mostrar pro mundo. As pessoas me inibiam e apontavam meus defeitos a todo momento. Eu costumava ouvir o tempo todo, o quanto era errado ser do jeito que eu sou. Talvez tivesse algo de muito, muito errado comigo. Algo que precisasse urgentemente de conserto. Eu voei com as minhas asas brilhantes por ai, tentando procurar uma solução. Ou talvez uma resposta. Andei com pessoas diferentes, me envolvi em lugares procurando me encaixar com coisas que eu sabia que não me levariam as respostas.  Eu escolhi enfrentar o destino,do que viver com medo. Sento no alto desta colina, e ainda olho o céu estrelado, desenhando as figuras no céu. Sei que sou aquela estrela mais isolada, aquela brilhante. Mais aquela que é tão importante quanto as outras.

Levanto-me com  certeza de que tenho que partir em busca do meu caminho, e isso está claro em minha mente. Não posso deixar as coisas me levarem ao chão, palavras foram ditas. Mas nada do que me aconteceu,, pode realmente me afetar a não ser que eu permita. Eu poderia escolher não prosseguir e desistir. Mas não é tão fácil assim. Nada é fácil, vou continuar. Eu ainda continuarei, mesmo quando a escuridão bater minha porta, e eu perder o mapa que me guia. Usarei a estrela dentro do meu coração. Nunca se sabe o caminho certo a seguir, mas se pode tentar acertar se ouvir com atenção a sua alma e seu coração. Meus medos são minha força e com certeza, eles vão agora me levar aonde quero ir, e dessa vez cada vez mais longe. Ninguém pode me dizer que eu não sou capaz, tenho a coragem suficiente para faze-los enxergar o contrário. E dessa vez, sei muito bem o que quero. A garotinha encontrou seu lugar no mundo, e vai luta com garras.

Inspirado no filme * Barbie Butterfly
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Gostei ^-^
    Não acredito que li isso tudo ç_ç .
    Já assistir esse filme e legal .
    http://querendo-voar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.