Perdendo o controle

Tem alguém ai em cima? Por que acho que esqueceram de mim. Essa é única explicação que eu consigo encontrar. Será que eu não mereço a chance de ser feliz? De sentir pelo menos por alguns segundos que as coisas podem dar certo? Todos os dias eu respiro fundo dizendo pra mim que isso tudo vai melhorar. Mas é uma tremenda mentira e eu sei disso. Por que as coisas não estão melhorando. As pessoas me dizem pra ter paciência que as coisas vem no tempo certo. Mas parece que eu sou uma exceção. Eu só não consigo evitar de deixar as lágrimas caírem pelo meu rosto. Estou cansada de viver todos os dias exatamente iguais. A verdade é que eu daria tudo para não estar aqui. Para não estar passando por isso. As coisa vão melhorar. É tudo que eu ouço. Mas quando isso vai realmente acontecer?


Quando Deus vai olhar pra mim e lembrar que as coisas não estão nada fáceis? Todos os dias eu levanto, e lembro do que tenho que encarar pela frente e não sinto vontade de levantar. E continuam me falando que eu tenho que ser forte, mas já fui forte por tempo demais, já aguentei muita coisa. Não sei posso continuar sorrindo quando tudo que eu mais quero é chorar.Calma, não é que a minha vida seja somente de coisas ruins, não, coisas boas acontecem. Eu tenho dias bons. Só que ai vem os dias ruins e eles são muito mais do que os bons.  A maioria das pessoas ao meu redor não entende e nunca vão entender. Eu também não posso me explicar, porque elas achariam que eu sou louca ao algo pior. Mas é isso que eu sinto que está acontecendo. Sinto que posso perder o controle e enlouquecer a qualquer momento. 

Eu não posso enlouquecer, sei que tenho que me manter firme, mas estou cansada das coisas. Estou cansada ouvir "não" e de me decepcionar. De criar esperanças e vê-las indo ralo a baixo. Estou cansada de sempre dar a mais e ninguém dar em nada em troca. Eu passo a mão pelo meu rosto enxugando as lágrimas. Tudo que eu queria é que as coisas se resolvessem ou que houvesse algum lugar para onde eu pudesse correr, ou ainda alguém que eu pudesse abraçar e pudesse contar tudo que está havendo. Sinto tudo isso preso dentro do meu peito e entalado na minha garganta. Preciso colocar tudo isso para fora. Pra quem sabe conseguir respirar bem pelo menos uma vez. Eu sinto todos os dias essa angústia se formando dentro do meu peito e meus olhos enchem de lágrimas. Eu escrevo porque é o único modo que encontrei para aliviar toda essa enxurrada de pensamentos e sensações que tem aqui dentro, é a única forma de tentar me entender e quem sabe compreender porque tudo isso vem acontecendo. 

Minha vida está bem longe de ser feliz. Bem longe de ser perfeita. Sei que todo mundo tem problemas, sei que não sou somente eu. Eu queria de verdade que algumas pessoas soubessem metade do que eu sinto aqui dentro. De como isso me frustra e me incomoda, me deixando fraca e pensando em desistir.Eu respiro fundo, e mais fundo, e quantas vezes for necessário porque eu não quero desistir, não tem sido fácil, a vida vem sendo bem dura comigo. Mais dura do que eu mereço. Sei que parece drama, parece bobagem mas quem está sentindo tudo isso me matar aos pucos a cada dia que passa sou eu. E será que eu ainda posso ter alguma esperança de encontrar alguém que tenha maturidade para lidar com isso? Que possa me dar a segurança e o lugar seguro que eu busco tanto? Porque é isso que preciso um lugar seguro. Um lugar que eu possa respirar, chorar, que tenha alguém do meu lado e segure minha mão dizendo que tudo vai dar certo, mesmo não dando. Eu preciso ouvir. Eu preciso disso. Estou tão frágil que sinto que posso quebrar a qualquer momento. É isso ai, essa ai sou eu. Totalmente machucada, frágil, fraca e cansada de acreditar e tentar. O que mais eu posso dizer? Você não vai compreender.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Ooi Passei por aqui pois te indiquei no meu blog! Vai la dar uma olhada Beeijos http://garotavaiidosa.blogspot.com.br/2013/07/primeiro-selinho.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.