Ponto final

Quando se tratava de terminar essa história eu nunca quis colocar um ponto final. Eram somente mais vírgulas, reticências,palavras que não faziam sentido e conclusões ilógicas. Eu estava cansada de escrever as mesmas palavras, derrubar lágrimas e sentir o coração apertado dentro do meu peito. Mas você insistia em colocar vírgulas. Vírgulas, para essa história nunca acabar. E eu nunca achava um jeito de colocar o ponto final. E cara, como isso é cansativo. Eu estava caminhando pela rua um dia desses. E eu acho que ouvi sua risada do lado de fora do restaurante que costumávamos ir. Eu tive uma visão que fez com que eu parasse no meio do caminho. Fui levada de volta ao passado. Você parecia feliz enquanto olhava nos meus olhos, segurando a minha mão e dando um largo sorriso. E eu olhei pra mim atentamente e vi como eu era feliz. E como aquele sorriso era espontâneo e verdadeiro. As vezes a vida te guia por uma estrada diferente. Por pior que eu acho que tenha sido. Foi melhor desse jeito.


Certas coisas tem um certo tempo para durar. Eu nunca havia acredito nisso. Mas acho que é essa a explicação que eu procurava. Você se segura a alguém que não pode se desapegar. E uma hora eu tive que tomar coragem. Pegar o ponto final e colocá-lo de uma vez. As vezes, sim, por mais bizarro que pareça há um lado bom do adeus. Eu não posso dizer que me arrependo. Isso soaria hipócrita. Sim, devemos nos arrepender daquilo que não fizemos. E se eu estive contigo foi porque por algum motivo você me fez feliz. Me fez amar você. Sei que eu devia odiar isso agora. Mas tenho que encarar a verdade. Eu não me arrependo do que tivemos juntos. Pelo menos das partes boas. De todo o amor que sentimos. Nós dois acabamos nos lugares que pertencíamos e seguimos os caminhos que éramos pra seguir. Eu acho que o adeus nos tornou fortes.  Mesmo assim, estou melhor assim. Estou feliz. Eu também quero encontrar alguém que me faça feliz. E ainda não perdi as esperanças disso. Eu soube que você já tem esse alguém e eu não posso ser cruel a ponto de te desejar infelicidade. Nunca consegui guardar ódio de ninguém. Alguns falam que isso é uma coisa ruim ou outros boas. Mas eu sempre pensei o contrário. Uma hora as vírgulas cessaram e o ponto final teve que realmente vir.E ela chegou na hora certa. Eu sei que ainda vou lembrar do seu rosto brilhando no sol, de estar sentada no seu colo enquanto você me abraçava. São momentos bons que eu vou me lembrar. E sim eu preciso guardá-los de certa forma.Você foi uma parte da minha vida. E ela já se foi. Ponto final.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Escreve bem
    também adoro escreve
    adorei sucesssooo!

    http://blogmayararamos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que colocar uma vírgula é ainda mais difícil do que um ponto final.
    A gente passa tempos e tempos pensando nas coisas que acontecm, e tudo parece um filme, o tempo todo, retrocedendo até as partes mais bonitas do filme e aí a cena borra e tudo volta a realidade. Eu vivo isso diariamente, mas o meu ponto final eu dei há muito tempo atrás. Minha página virada. Mais um conto que ficou pra trás, agora, cabeça erguida pra sguir em frente!
    Gostei da posição em relação a pontuação.

    Identidade Aleatória
    Facebook

    ResponderExcluir
  3. as vezes agente escreve loucamente, até as mãos doerem e a ponta da caneta afundar na folha, pra tirar da mente tudo que gira sem parar!! lindo texto!! intenso!! parabpens pelo blog, muito sucesso!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.