Desabafo de uma filha

Eu não cometerei os mesmos erros que você. Ah, pode ter certeza que não. Você pode até duvidar que eu consiga. Mas eu sei que sempre vou lembrar disso.Eu não permitirei causar ao meu coração tanta tristeza. Você continua ai, intacto, como uma pedra que não pode ser quebrada. Fingindo que nada te afeta e usando agressivamente tudo para se proteger e dizer que pode lidar com tudo isso. Mas a verdade e você sabe que lá no fundo é verdade, é que você tem medo de ficar sozinho. Eu não vou desabar do jeito que você fez. Você me machucou profundamente mas ainda assim não consegue enxergar. Eu aprendi da maneira mais difícil a nunca me deixar chegar a esse ponto. É por sua causa que hoje eu tenho medo de fechar os olhos. E é por sua causa que eu nunca ando segura pela calçada. Por causa de você eu aprendi a jogar do modo mais seguro, para que desse modo eu não me machucasse. 


Eu acho difícil confiar não só em mim mas em todos a minha volta. E por isso eu tenho medo. Você era pra ser um daqueles que eu deveria admirar. Ter como exemplo e falar com orgulho para as pessoas. Eu estou perdendo meu caminho e muitas vezes acho que me perdendo em mim mesma. Por ouvir todas essas discussões, todos esses gritos e gestos agressivos que você faz para provar para alguém que ainda está no controle. Enquanto eu insisto em olhar pra você e me encher de perguntas. Tentar entender o que se passa dentro do seu coração. Se é que você ainda tem um. O normal é era que eu pudesse contar todas as coisas pra você e você pudesse me dizer o que fazer. Me apoiando ou me abraçando que era o que todo pai deveria fazer. Mas eu nunca realmente soube o que era um abraço ou uma palavra de apoio. Eu nunca realmente pude entender o verdadeiro significado da palavra " Pai" em minha vida. Não demora muito até você mencionar meus erros. Apontar o dedo na minha cara e dizer que me deu tudo quando você me só me deu aquilo que era sua obrigação e o que eu mais precisava faltou. Eu não posso chorar porque sei que isso será fraqueza em meus olhos. Sou forçada a fingir um sorriso, uma risada para muitas vezes evitar de dizer o que estou sentindo. Todos os dias da minha vida meu coração já não pode mais se partir. Porque ele já não estava mais inteiro há muito tempo atrás. Você nunca pensou realmente nos outros? Você só pensou em si mesmo e nas coisas que não teve. Mas não deu valor pra tudo que estava aqui. Fez suas escolhas e agora só te vejo reclamar. E agora eu choro no meio da noite. Quase todos os dias lembrando de como não posso ter uma vida normal. E muitos nem imaginam o que se passa aqui dentro dessa casa. O que essas paredes já presenciaram. Então eu choro no meio da noite pelo mesmo motivo todas as vezes. E isso parece nunca acabar. Até onde isso vai durar? Vejo minha mãe chora, vejo ela ter medo e ao mesmo tempo se perder. Não está feliz. Eu dei o meu melhor apenas para esquecer tudo. Por sua causa eu nunca entendi muito bem o amor. Nem ao menos casamento. E nunca deixei alguém se aproximar realmente de mim. Por sua causa estou envergonhada da minha vida e tenho medo de se alguém como você. Então aja como um estranho como sempre. Não dirija uma palavra a mim. Eu não me importo mais. Aprendi a deixar a dor para lá. Quem sabe um dia você irá cair na real. Enquanto deveria ter assumido seu papel e tomado a atitude que não tomou e transformou a vida das pessoas a sua volta.

Obs: Esse texto é fictício.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Você escreveu isso pra mim? HAHAHAHA. É que parece. Adorei. Passei muita coisa por causa do meu pai e acho que até hoje gostaria de escrever algo assim para ele, mas ao mesmo tempo, não quero mais pensar nele, porque não vale mais a pena. Ele era uma péssima pessoa em alguns aspectos e, por isso, não conseguia amá-lo o suficiente para perdoá-lo. Na verdade, tinha parado de amá-lo desde os meus 15 anos, eu acho. Depois disso só o aturava, porque era inevitável.
    Love, Nina.
    (Tem novo post no meu blog!)
    http://omundocoloridodanina.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.