Resenha de Livro: Nunca Jamais

Livro: Nunca Jamais
Autores: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Ano: 2016
Páginas: 192
Editora: Galera Record
Nota: 5 de 5

Terminei esse livro muito rápido até porque o mesmo é bem fininho e a escrita flui tão bem que as páginas voam de um modo assustador. Eu sou super hiper mega fã assumida da Colleen Hoover e claro que quando vi esse livro rodando por ai tive que inclui-lo em minha lista. Não conhecia o trabalho da Tarryn Fisher e eu gostei pra caramba do que li. Vamos falar primeiro do enredo? A história começa beeem confusa já que Charlie, uma das personagens principais, acorda no meio da sala de aula sem saber onde está, quem é, quem são aquelas pessoas. Resumindo: Ela não sabe nada, nadinha, nadica. Isso é bem desesperador pra qualquer pessoa né? Pois é. Charlie fica ali tentando entender tudo, tentando interagir com tudo ao seu redor sem entender sem nenhuma pista de nada. Ao decorrer dos fatos, ela descobre que é namorada de um garoto chamado Silas, que parece muito desconfortável assim como ela. O que estaria acontecendo? Até que Silas confessa que também não sabe quem é e nem faz a mínima ideia do que está acontecendo. E agora?? O que fazer? A quem procurar? Os dois ficam sem ação mas resolvem se juntar para tentar descobrir mais sobre um e o outro e se ajudar. Só que conforme vão desconbrindo isso, acontecimentos se desenrolam e segredos de que eles nem se lembram são revelados. Como lidar com tudo quando se agia de um jeito mas você não tem nenhuma recordação e nem ao menos sabe o motivo de ter agido daquele jeito? 

O livro é super fininho e termina de uma forma que te dá um acesso temporário de raiva. Mas respire. O livro tem continuação. TINHA que ter. Achei incrível a forma que a história foi desenvolvida e como foi contada de uma forma envolvente com meios tão interessantes.
As autoras conseguiram explorar os pontos certos nesse primeiro livro sem deixar nada a desejar. Os personagens são apaixonantes juntos. Silas e Charlie são cativantes e combinam muito com o outro. A história também traz consigo uma reflexão sobre nossos atos e as coisa que acontecem quando não valorizamos quem está do nosso lado. Recomendo muito a leitura. Estou mais do que ansiosa para o próximo.

Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Conhecia o livro apenas de nome, mas sua resenha despertou meu interesse na história. Parece ser realmente boa. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, ainda não conhecia nem o livro e nem a autora. Gostei da trama, seria desesperador demais acordar e não ter nenhuma lembrança, com certeza eu iria enlouquecer tentando descobrir sobre o meu passado, e poderia ser uma chance para recomeçar e não cometer os mesmos erros.

    Beijos
    www.blogoxitocina.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.