Resenha de Livro: O livro dos vilões


Título: O Livro dos Vilões
Autores: Cecily Von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund e Fabio Yabu
Editora: Galera Record
Páginas : 320

Sinopse
Organizado da mesma forma que O livro das princesas – também com o esquema de dois populares autores nacionais, e dois nomes famosos do exterior – O livro dos vilões reúne estes autores para uma coletânea de contos sobre vilões icônicos dos contos de fadas. As irmãs de Cinderela? Malévola? Madrastas e lobos? Carina Rissi, Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund e Fábio Yabu estão aqui com a mensagem: este não é um livro tão bonzinho quanto o seu antecessor. 



Pra quem me acompanha no blog sabe que eu adorei O livo das princesas ( que já foi resenhado por aqui). Quando a editora Galera Record anunciou o lançamento desse livro, fiquei surpresa e ansiosa justamente ptsor causa de um nome: Carina Rissi. Sim, ela é uma das minhas autoras favoritas. Sem contar que eu adoro novas versões de contos de fadas mesmo sendo dessa vez os vilões que tomam conta da narração. Já conhecia o trabalho de Cecily e da Carina, porém Diana e Fábio conheci por meio deste livro. No enredo geral, o livro tem pontos altos e baixos, assim como no das princesas( que eu só não gostei de um conto), mas vale super a pena. Pela reunião de autores nacionais e internacionais, nova criatividade aplicada em cima de contos que sabemos de cor e salteado. Um eu gostei mais, o outro menos. Mas se você ama contos de fada não pode deixar de ter esse livro na sua coleção ou na sua estante.


Conto 1
#Stepsisters: Sobre sapatos e selfies / Cecily Von Ziegesar


Apesar de já conhecer a autora da série Gossip Girl não tinha lido nenhum livro da série, até porque nem a série de TV eu assisti por muito tempo. Li muitas resenhas sobre cada conto e sobre o que as pessoas pensavam no geral mas esse em particular me agradou. Adorei o enredo usado pela autora ao dar voz as irmãs de Cinderela como celebridades no Instagram e até destacar esse fato da onda de selfies. A escrita da Cecily fluiu muito bem pra mim  onde a autora propos uma releitura do conto. As irmãs no conto fazem de tudo para se aproveitar da inocencia da irmã. Gostei de como as personagens foram bem colocadas, ao serem futéis e só preocupadas com si mesma. Cindy até entrou um pouco mais na história e teve um final bem diferente do que eu esperava. Gostei do enredo, de como a autora tirou os pontos da história original e a colocou em uma história nova. Apesar disso acredito que a autora poderia ter explorado mais outros pontos e deixado a história ainda melhor. Mas não tenho muito o que reclamar já que o conto agradou e me convenceu.
Sapatos bonitos só cabem em almas bonitas. #Louboutin. p. 46

Conto 2
Menina Veneno / Carina Rissi


Já estava familiarizada com a escrita da autora que é magnífica. A Carina consegue usar o humor e a criatividade a seu favor dando gosto ao leitor ao ler cada palavra escrita por ela. Malvina a personagem do conto interage como uma verdadeira narradora e encanta com seus diálogos, pensamentos e acessos de estrela. Malvina é uma diva e se sente ameaçada por Bianca sua enteada quando perde o lugar na campanha para ela. Todo o enredo criado por Carina te envolve e até a menção de um aplicativo que mede sua beleza foi incrivelmente criativo. Consegui através desse conto entender melhor a visão de um vilão e também o modo como eles são contados durante as histórias. Carina tem o jeito pra coisa, misturando criatividade, um ótimo enredo, bom humor e doses certas de envolvimento pro leitor. Nada, nada  a reclama. Carina é diva.



Bianca podia se tornar a nova Menina Veneno, ganhar o coração do homem que eu queria, mas minha beleza... Não, ela não me colocaria sob sua sombra. Ninguém faria isso. Era tudo que eu tinha.
Sim, meu bem, você está certo. Foi naquele momento que decidi agir. Você é um bom observador. p. 99


Conto 3
Quanto mais afiado o espinho/ Diana Peterfreund


Esse conto aqui me entendiou. É uma pena, mas é verdade. Não consegui assimilar nem desde o começo qual era a referencia do conto que a autora queria dar. Pra mim, ela perdeu o fim da meada durante o desenvolvimento e criou uma personagem neutra que conta uma história sem pontos altos e que passa diante dos olhos do leitor sem prender e sem nenhuma opinião tão relevante. Enrolei para terminar esse conto já que pra mim a leitura estava se arrastando.  Por ter bruxas no meio achei que a autora seguiria para um outro caminho mas a abordagem que a mesma escolheu deixou faltando algo no ar já que o conto não ficou lá bem como se esperava. Esperava mais do desenvolvimento e também da criatividade.
Queria roubar sua noite especial, mas desejos são coisas afiadas e espinhosas, e não percebi quão fundo os meus poderiam ferir. p. 220


Conto 4
A menina e o lobo/ Fábio Yabu


Apesar de a abordagem de Fábio Yabu ter sido criativa e bem intencionada o conto não conseguiu me agradar como deveria.  Gostei bem das crises de consciencia do lobo e de sua luta para ter o final feliz que ele nunca teve. Fábio abordou um enredo futurista em que alguém chamado " Narrador" dava o destino aos personagens e também os punia caso fizessem algo fora do que foi escrito. Apesar de a premissa da história ser boa, a leitura se arrastou um pouquinho pra mim já que o enredo ficou com esse enfoque todo de narrador e personagens. Em um certo ponto da história eu já estava  um pouco decepcionada e prestes a largar sem ler o final. Sei que se muitos blogueiros literários lerem essa resenha, vão querer me matar já que esse conto foi um dos mais elogiados só que pra mim Fábio não acertou o fio da meada com relação a prender o leitor nas páginas. A leitura ficou um pouco cansativa em algum momento e a história um pouco entediante. Apesar de ter tido uma dose ótima de criatividade não teria optado pelo caminho que o autor seguiu.
Durante minha curta estada com Clara, a cada noite a paleta do Universo me era revelada. Cada um dos nossos encontros adicionou mais cor não apenas ao meu coração, mas ao mundo à minha volta. p. 302


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.