5 motivos para (continuar) a amar The Carrie Diaries

A maioria de vocês deve saber que o seriado The Carrie Diaries que passava na Warner foi cancelado e que muita gente ficou de coração partido ( incluindo eu). Eu estava acompanhando a série desde que ela estreou e quando anunciaram que iam cancelar fiquei emotiva, principalmente pelo modo com o qual a série acabou para o casal mais fofo de série que era a Carrie e o Sebastian. Mas mesmo nessa tristeza vim aqui listar 5 motivos que me fizeram amar e vão me deixar continuar amando a série. Se você não conhece a mesma, assista porque por mais que tenha acabado vale super pena. A série é baseada em livros escritos pela Candance Bushnell que também produzia o seriado. E eu até já resenhei o primeiro livro aqui no blog.




O amadurecimento de Carrie

A história do seriado gira em torno de Carrie Bradshaw que é uma das personagens do famoso filme " Sex and the city". Só que no seriado nós vemos a história da Carrie quando adolescente ainda na escola, e de tudo que acontece na sua vida. Desde o primeiro episódio até o último é notável a transformação da personagem que aprende grandes lições com os acontecimentos em sua vida. 


O fato da Carrie ser super engraçada, fofa e correr atrás do que quer faz com que cativemos ainda mais com sua personagem. Sem contar que a Carrie quer ser escritora, e consegue um trabalho em uma das revistas mais influentes de moda. A persistência da personagem para correr atrás dos seus sonhos é evidente e contagiante. Carrie muda depois que aprende a lidar com diversas situações ao seu redor e amadurece muito.  Fora que a Anna Sophia Robb ( que interpreta a Carrie) é muito talentosa e dá o ar que a personagem precisa. Sabia que ela é aquela garotinha que mascava chiclete no filme " A fantástica fábrica de chocolate" com o Johnny Depp? Pois é.


Um dos casais mais fofos ever

Se tem uma coisa que te faz suspirar em quase todos os episódios são as cenas entre Carrie e Sebastian. Se forem eleger um dos casais mais fofos de seriados, eles teriam que com certeza estar na lista. O relacionamento dos dois é conturbado, e como é em toda fase adolescente intenso e cheio de sensações suspirantes. 


Sem contar que toda vez que o Austin Butler( que interpreta o Sebastian) estava na cena meu coração saltitava (risos). Sebastian é um colírio para os olhos. A química entre os atores é tão grande que você não tem como soltar aquele "awwwn" fofinho toda vez que eles se encontram ou estão juntos. Em meio a 2 temporadas o casal já se separou, ficou com outras pessoas e voltaram algumas vezes mas nunca deixando de esquecer um ao outro. É um casal pra amar e deixar na memória. Super fofo! Plus pro episódio final da segunda temporada e a cena da piscina dos dois ( foi ai que eu me apaixonei).

Preconceito? Que nada

Uma das coisas mais legais do seriado é a aceitação em um período diferente do nosso. Se você já acha difícil se assumir atualmente imagine em 1984 quando as coisas eram super conservadoras? Pois é isso que acontece já que Walt ( amigo de Carrie na série) tem dificuldade de assumir sua atração por garotos e não compreende o que está sentindo. 


Sem contar que o personagem sente na pele o medo de estar fazendo a coisa errada . Os pais de Walt também não o aceitam e até o expulsam de casa quando ficam sabendo da notícia. Essa cena é super triste já que Walt é um garoto tão bacana e extrovertido. Torci por ele o seriado todo. No final tudo dá certo e a Carrie acaba o acolhendo de uma forma super carinhosa mostrando pra todos que não tem nada de errado em ser o que você é. Achei isso super bacana de ser trabalhado na série.  Sem contar que a Meg ( amiga de Carrie)  engravida de um carinha que saia e ele faz o que? Não assume a criança. Resultado? Todo mundo na escola fica sabendo e ela acaba se sentindo mais sozinha do que nunca. Com a ajuda dos amigos tudo no final também acaba dando certo. Então, o tal do preconceito? Na série não existe e com certeza deve ser absorvido por nós. Ninguém deve ser condenado pelo jeito que é. 


Dramas familiares e amizade

Carrie durante o seriado também lida com diversas situações familiares e pessoais. Como aceitar a perda da mãe que faleceu de câncer, saber se relacionar com o pai e a irmã mais nova. Aceitar uma nova mulher na vida do seu pai. 



Sem contar que o lado do pai de Carrie é bem explorado já que é evidente que ele amava a esposa e acha errado colocar outra em seu lugar. As amizades de Carrie são gostosas e super bacanas. Eles estão sempre lá para ouvi-lá e até para dar bronca de vez em quando. Nas horas que mais precisa são os amigos que ajudam Carrie nas mais diversas situações.


O incrível mundo da moda em uma revista

Carrie consegue um estágio na Interview Magazine uma das revistas mais populares de moda em Nova York devido a sua bolsa com seu nome escrito. Muitos episódios do seriado mostram sua excitação ao ir para a cidade e trabalhar em uma grande revista de moda.


 No início tudo parece mágico e perfeito ao seus olhos, mas ela nota que terá que lutar pelo seu lugar do seu próprio jeito. Os looks dos personagens também não ficam por baixo. A Carrie usa roupas super fofas e estilosas.


E ai vocês gostavam da série? Ficaram tristes pelo cancelamento? Me contem nos comentários.




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.