Paixão na ponta dos pés

Eu olho para os meus pés e não posso evitar, estou movimentando-os por ai. Parte de mim, se completa a cada movimento. É como mágica e paixão, e essas duas coisas unidas não se podem parar. Eu girava e girava, só sentindo a música pulsar na ponta dos pés. Não importava os sapatos gastos ou as noites mal dormidas,o que me movia era muito maior que isso. Tentei me adaptar as regras, tentaram me mudar. Mas eu sabia para o que estava destinada, sabia muito bem qual era minha paixão. Ninguém poderia tirar de mim a paixão que vivia dentro do meu peito. O chão se iluminava, um mundo novo se abria diante dos meus pés, só conseguia sentir a música me envolvendo. Eu girava de um lado pro outro, ficava na ponta dos pés, levantando os braços e os erguendo como se pudesse abraçar o mundo.

Rodopiando por aquele imenso lugar eu sentia que podia durar quanto tempo fosse. Por que eu nunca me cansava? Me sentia como uma boneca de porcelana, ou uma uma bailarina em uma caixinha de música. Tinha criado meu lugar secreto mágico, onde eu podia deixar meu coração ser livre e me guiar pela música.Uma princesa guiada pelo coração. Pela ponta dos meus pés, eu dava pequenos pulos. Se eu caísse, poderia tentar de novo, cuidar dos machucados, enxugar as lágrimas e tentar novamente. O brilho das luzes sobre meus olhos iluminava tudo ao meu redor, então com a mão estendida ele me perguntou se eu concedia uma dança. Olhei para aquela mão em minha direção e não pude deixar de admirar aqueles olhos azuis, grandes, brilhantes, luminosos, intensos como o oceano.






Me pendurei firme em seu pescoço enquanto descia em movimento, e balançava de um lado para o outro. Ele parecia firme em movimento, enquanto analisava admirado cada gesto e expressão minha. Ele trazia um ar de aconchego, de casa e de conforto. Com ele eu me sentia segura, para saltar e pisar firme no chão sem nem ao menos olhar onde ia pisar. Eu poderia dançar 1, 2,3, 12 danças seguidas.

Segurando em minha cintura, ele me acompanhava enquanto eu saltitava. Era uma ventania de sensações e sentimentos enquanto eu dobrava minha perna e rodopiava mais uma vez esticando minha perna para atrás. Com as mãos unidas, percebi como o toque dele era macio, e como o nossas mãos encaixavam perfeitamente.Corremos cada um para um lado, e nos encaramos e então a música para. Eu só posso respirar rápido e sentir meu coração bater como nunca antes. As emoções estão a flor da minha pele. Aqueles olhos azuis ainda me encaram.  Em meio a saltos, rodopios, sensações e sentimentos, olhei para meus pés e percebi que um dos meus sapatos havia ficado para trás. Com ele na mão, o dono dos olhos azuis, se abaixa e coloca a sapatilha gasta em meu pé, e se aproxima, e eu torço para que aqueles olhos azuis tenha coragem de chegar bem perto dos meus lábios. A princesa bailarina aqui, quer sentir um pouquinho de paixão hoje, porque parte da magia, ah isso já aconteceu.



* Inspirado no filme Barbie em as 12 princesas bailarinas
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Awnnnn, muito amorzinho! <333

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais linda! Adorei. *-*

    Cyh, me encantei com seu blog e já estou Seguindo!
    Beijos,
    http://oestranhomundodeisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.