Você poderia ter me salvado

Eu tinha mania de deixar gravada suas mensagens. De voltar, ler tudo de novo, ouvir sua voz e repetir pra mim que tudo era verdadeiro. Isso de certa forma me confortava. Confortava de um modo tão grande, que toda vez que você me decepcionava eu apenas deixava pra lá. Mesmo que isso arrancasse minhas lágrimas durante a noite, mesmo que isso me magoasse por dentro. Pode parecer que seja idiotice, ou então que estupidamente queria sofrer. Mas não. Era só a necessidade louca de achar um modo de ficarmos bem. Uma necessidade que não fazia o menor sentido. Ignorar tudo que você fazia e me magoava parecia ser a melhor maneira de te manter por perto. Eu mal entendia porque precisava tanto de ti perto de mim. Passaram-se mais de 365 dias e nos encontrávamos em uma situação que nem tinha explicação. Algo que me corria por dentro e me fazia agir descontroladamente com a pior das sensações dentro do peito: medo de você ir embora. Sabe, podem até me chamar do que quiser, mas nunca deixei de lutar por nada. Sempre tento dar um jeito em tudo e não foi diferente contigo. 



Nós poderíamos ter dado certo. Nós poderíamos estar rindo um com o outro exatamente nesse momento que eu nem sei o que está fazendo. Será que você sabia os efeitos que deixaria sobre mim? Espere um pouco. Não se gabe tanto. Eu já não choro tanto por você agora. Já não deixo tanto minha mente livre para que ela lembre de você. Dei um jeito de repetir na minha mente todas as coisas pelas quais você arrancou minhas lágrimas. Acho que você me olhava como uma pedra, pensando que eu não poderia sentir nada e que tudo ficaria do jeito que queria. Que você poderia agir e falar o que bem entendesse. Mas a verdade é que você poderia ter me salvado. Me salvado dessa insegurança. Me salvado das noites com vazio, com o coração apertado. Me salvado dessa agonia sem fim sem saber se alguém vai conseguir olhar aqui dentro. Me salvar de mim mesma. Salvar minha alma. Meu coração. Mas você não pode, não quis embarcar nessa aventura. Talvez tenha sido demais pra você.

 Passam cada vez mais dias no calendário, mas você finge que nada mudou. Que está tudo bem aparecer e me chamar de amor como se sempre estivesse estado aqui. Engraçado. Todas as vezes que precisei do seu abraço você nunca tinha tempo. Nunca podia. Por um tempo foi tão complicado, senhor, foi tão duro. Eu tentava e não conseguia dizer não. Não podia largar de você. Você podia ter me salvado. Estou tentando agora, mas não sei se posso me salvar agora. Não sou mais inteira, não sou mais do jeito que queria.  Nunca fui tão consumida ou tão frágil assim. Estou coberta de estilhaços deixados por você e eu só queria saber como te odiar. De uma forma grande. Suas correntes ficaram tão apertadas que eu voltava todas as vezes mesmo sabendo que não deveria. Dando apenas o que achava suficiente, dando apenas o que achava que me manteria por perto. 

Eu tentei fugir tantas vezes e doeu em todas vezes que tentei. Cada uma de uma forma mais forte que a outra. Então eu repito. Você poderia ter me salvado. Poderíamos estar a salvo juntos. Poderíamos nos completar e escrever uma história totalmente fora dos roteiros. Mas você escolheu seu caminho bem longe de mim e agora eu me pergunto. Esse tempo todo era isso que você realmente queria?

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.