Sou o quero ser ( e o que você quer que eu seja)

Não sei se é coisa de escritora, mas sempre gosto de sentar perto da janela. Ali naquele canto olhando para a rua e para as pessoas que estão passando meu pensamentos voam longe. Voam até o encontro do dono de olhos claros e penetrantes. Olhos que parecem ser incomuns, porque nunca vi um tipo de olhar assim. Chega a intimidar sabe? Me intriga não saber te decifrar, de nenhum modo e de nenhum jeito. Normalmente eu consigo traduzir um pouquinho de que como estão reagindo a mim, mas no seu caso é como se eu não pudesse te ler e nem pensar no que se passa em sua mente. Isso me fascina e me assusta ao mesmo tempo. Em um minuto quero te contar toda a confusão que tem dentro de mim, talvez assim você entenda melhor ou note no que está se metendo. Mas no minuto seguinte eu desisto da ideia, porque o receio de te ver longe é maior. Penso no jeito que me olha, ou no jeito que passa a mão sobre meu rosto. Como se eu fosse algo perfeito, imaculado e único. Um ponto de interrogação se monta na minha mente e eu só consigo sentir as sensações bem fortes dentro do meu peito. Quero te impressionar, quero mostrar do que sou capaz e de que sou suficientemente boa pra você. Mas como fazer isso sem demonstrar o quanto me machucaram?



Estar perto de você é como algo que tira o melhor de mim. Me fazendo esquecer de tudo e de todas as coisas ao redor porque junto de você como em poucas vezes na minha vida eu não tenho medo. De ser quem sou, de respirar alto, de falar exageradamente ou de deixar de ser fofinha. Eu posso ser o que você quiser que eu seja e posso ser quem sou. Sei que sou confusa, na maior parte do tempo nem eu mesma me entendo. É complicado, eu sei. Só espera que não desista, que não me deixe ir. Que não se conforme quando eu querer me afastar de você porque acredite isso vai acontecer. Nos meus sonhos, o amor perfeito não é feito somente de momentos felizes mas também de momentos em que sabemos que lutar pelo outro vale a pena. Não quero só o amor, os gestos romanticos e a felicidade. Quero também as brigas, a mágoa, a tristeza, os sorrisos perdidos, a mágica do primeiro beijo  e as lágrimas derrubadas por algum motivo bobo. Elas são peças de uma história que vai começar a ser escrita por nós. Peças que precisamos guardar para combinar e montar no final. Pode entender que eu não posso sentir os mesmos machucados de novo? Se você entender, só me abrace forte e passe a mão no meu cabelo enquanto sela um beijo na minha testa. 

Quero pegar na sua mão e rir de algo engraçado que você venha a dizer. Quero brigar com você e ficar com raiva por você não conseguir me deixar com raiva. Preciso sentir  ou perceber que isso está passando pela sua cabeça, seu coração está pensando em se envolver. Não quero promessas, apenas quero sinceridade. Nos gestos, nas palavras e em todos os momentos que estivermos juntos. Só quero sentir seu cheiro e lembrar dele até me separar de você, só quero sentir seus lábios sobre os meus o tempo suficiente para que eu memorize como a sensação até te ver de novo. Eu posso ser complicada, posso ser assim desse jeito. Meio quebrada, sem conserto mas isso não significa que não quero ao meu lado. Não significa que não quero tentar de novo. Significa que quero sentir todas as coisas boas e quero que você me mostre isso.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.