Deixarei de te amar

Subo nesse ônibus após esperar o que pareceu uma eternidade. Olhando para todas aquelas pessoas eu tentei me controlar. Impedir essas malditas lágrimas de caírem do meu rosto. Eu sabia que você havia partido de uma vez agora. E era definitivo. O ônibus começa a andar lentamente enquanto eu encosto minha cabeça no vidro da janela e sinto tudo avançando tão devagar. E eu já não posso impedir todos esses flashbacks. Eu lembro daquela noite enquanto estávamos deitados na cama. Dando nomes para filhos que nem chegaríamos  a ter.Eu fazia planos como esse com você e nem ligava. Porque eles pareciam possíveis de se realizar. Mas agora eu vou seguir em frente. Assim como você está seguindo. Alguém me disse que você estava bem. Saindo para todos os lugares e ficando com todas as garotas que podia. Isso te fazia se sentir melhor? Te fazia sentir superior a mim? Quando o mar inundar, o deserto secar. Não sei exatamente o dia nem muito menos o horário, mas em algum dia eu deixarei de amar você.


É assim que funciona. Vai partir meu coração mas eu vou superar. Como sempre que tiver fazer durante essa vida. Eu apostei todas as fichas do meu coração nesse negócio chamado amor. Me disseram que esse negócio me daria sensações nunca sentidas antes. Mas tudo que eu consegui sentir foi dor. Acho que no final das contas tudo isso não foi suficiente. Tudo que sobrou foram cacos. Cacos que eu tive que recolher no caminho. É difícil assistir você ir embora mas de algum jeito terei que deixar você partir. Porque eu sei que é o melhor a se fazer. Lembro de olhar nos seus olhos e ter a certeza de que tudo podia acontecer. Lembro de brincar com a sua mão entrelaçada na minha . Lembro de te provocar e daquelas brincadeiras que te irritavam. Lembro de cada detalhe, cada gesto, cada movimento feito por você.Mas enquanto avanço mais um pouco, as memórias são substituídas por outras, outras que não são nada agradáveis. Nada difíceis de lembrar. Lembro do vazios dos seus olhos. Nas suas expressões frias. No modo o qual desviava do meu olhar. E evitava pegar em minha mão. Lembro das palavras cortando minha pele. Dos gritos como navalhas ao vento. Lembro de ver você indo embora, e me mandando embora da sua vida. Passo a mão para secar o rosto, várias lágrimas tinha acabado de cair enquanto aquele ônibus passava pela rua. Ia ser uma viagem longa e cheia de lembranças pra me atormentar, pra me fazer lembrar da dor que eu sinto toda vez ao respirar. Essa dor aqui dentro do meu coraçãp

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Confesso que meio que já passei por isso, é horrível dizer adeus a coisas boas, como um amor que nós corremos atrás mas que não da certo. O jeito é guardar lembranças, mas apenas as boas.
    De: Adolescente Para: Adolescente

    ResponderExcluir
  2. Achei o texto muito legal, e realmente essas coisas acontecem com todo mundo mesmo e não tem como fugir.

    Beijinhos

    http://glamourousbliss.blogspot.com/

    Ps: Estou seguindo seu blog

    ResponderExcluir
  3. A gente sempre acha que nunca vai esquecer, mas a gente esquece porque o tempo passa e Deus cura o nosso coração partido! Já te sigo flor!!

    tuestremeendodeus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. nossa minha linda :( que texto lindo amei super sucesso pra você <3

    http://thaisaparecidapereira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.