O que eu quero nesse Natal

Aquele clima está por toda parte. A noite é iluminada pelas luzes brilhantes que brilham constantemente nas casas que estão enfeitadas. As luzes cintilam, o céu parece ainda mais bonito e eu não estou ligando nem um pouco para os presentes embaixo da árvore. Aliás, eu nem quero muito sabe? Antes, eu costumava fazer uma cartinha, enviar pelo correio (ou fingir) e esperar ansiosamente pelo meu presente. Essa era a graça do Natal. A expectativa de esperar pelo Papai Noel. Mas quando eu cresci e isso acabou parece que a magia se foi. Agora eu só quero uma coisa: você. Aqui, bem pertinho de mim mais do que você pode imaginar. Papai Noel, agora eu me dirijo a você. O senhor está realmente por ai?  Não me deixe sozinha aqui se você não pode atender ao meu pedido. Por favor, tente me atender. Não sei se posso me manter firme se o senhor não realizar meu desejo.  Quando ele está aqui parece que a magia nunca vai embora. 
Então deixe que ele me aperte contra o peito enquanto eu fecho os olhos e imagino que estamos juntos em frente a uma lareira quentinha e um monte de luzes piscantes a nossa volta. Seja apenas minha chama, meu presente de natal. Papai Noel, você não tem ideia do quanto ele é importante. Do quanto eu sinto a falta dele. Ele está tão longe que meu coração chega a doer. Dói de verdade a saudade. Então não me deixe mais nesse sofrimento tá? Eu nem sempre fui tão boazinha, eu admito. Não fui a melhor dos seres humanos. Eu erro muito, mas pro tanto que eu me condeno e sofro acredito que isso já seja um grande castigo. Ele é maravilhoso, Papai Noel. Incrível. Engraçado. Esforçado. Carinhoso. Safado( pois é, ele é). É uma mescla de tudo que eu sempre quis e tudo que eu sempre escrevi em textos chorosos em madrugadas normais. Sempre imaginei na minha mente um Natal ao lado de quem eu amasse e nesse momento eu só queria ele. Sem nenhum presente, sem uma mesa cheia de comida. Se ele tivesse ao meu lado eu estaria com um baita sorriso no rosto. Mas agora, eu só consigo sentir meu coração apertado no peito e uma vontade enorme de me teletransportar pra perto dele. 

Eu nem imaginava sentir tudo isso sabe? No começo achei que estava no controle mas olha eu pedindo pro senhor me trazer esse presente. Sei que não é tão fácil quanto um brinquedo ou algo material mas é do que meu coração precisa nesse momento. Ele é o que eu preciso. E eu preciso do abraço, do beijo, do cheiro dele perto de mim. E eu não tenho, Papai Noel. Me ajuda, por favor. Se não puder trazer ele me dê algum tipo de força pra aguentar. Me dê algum tipo de motivação. Porque cada dia que passa dói mais. E não fica mais fácil.  Enquanto não posso estar com ele tento controlar meu coração respirando fundo e segurando as lágrimas. Imaginando o dia que ele vai chegar. Imaginando o dia que estarei perto dele. 
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Que texto bonito e sincero. Eu escrevo no lianepatricia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.