E então..eu escrevo

Um dia me perguntaram quando eu comecei a escrever. Acho que até hoje não sei responder bem essa pergunta. Não sei exatamente quando isso tudo começou. Um belo dia me vi aqui começando a escrever histórias que eu nem ao menos sonhava colocar em um blog. Então lá em 2009, a ideia surgiu. E aqui estou eu fazendo dessas palavras uma das coisas mais importantes da minha vida. Quando isso começou? Por que? São perguntas que ainda não podem ser respondidas. Não teve nenhum motivo específico. Acho que foi sempre uma vontade que fez parte de mim. E se manifestou no momento certo. Escrever me proporcionou um desabafo e uma reflexão de tudo que eu estava passando. Escrever com o coração é mais do que organizar as coisas e colocá-las do modo correto. É preciso ter a certeza de que se pode fechar os olhos, lembrar do que acontece ou aconteceu, sentir algumas lembranças doerem e mesmo assim conseguir colocá-las no papel da forma que outras pessoas possam sentir o mesmo.
Escrever proporcionou a mim universos paralelos, universos nos quais eu poderia criar situações que gostaria que acontecessem . Expor tudo que estou sentindo, ou pensando de uma forma totalmente sincera. Escrever me tira de um abismo. Um abismo que eu me encontrei sozinha durante muito tempo. Escrever faz tudo parecer mais fácil. É ainda mais apaixonante ouvir que outra pessoa se viu naquelas palavras. Que você conseguiu descrever por ela aquilo que parecia não poder ser descrito. Nunca fui um tipo de pessoa fácil de entender. Sempre pensei que eu sou um pouco complicada. Escrever me proporcionou conhecer outra parte de mim. Fazer com que as pessoas conhecessem outra parte de mim. A parte que eu sempre quis que elas conseguissem ver. O que tem dentro de mim. Todas essas letrinhas juntas, que formam palavras e são escritas por mim, são sentimentos, sensações, frustrações, sonhos, lembranças, mágoas, desejos, paixões, amores e decepções. 

Tudo isso e muito mais misturado em um universo super extenso em que tudo é transformado em pequenos textos, crônicas ou contos a fim de expressar aquilo que eu realmente sou. Debaixo das minhas palavras há uma garota de 21 anos, que tem coração de 17, cheia de sonhos, cheia de pensamentos na cabeça o tempo todo e que por muito tempo não sabia o que fazer com eles. Então quando ela resolveu colocá-los no papel e faze-los seu mundo, sentiu tudo mudar. É isso tudo que eu sinto. Sinto que posso mudar o mundo escrevendo. Viver em outro lugar. Compartilhar experiências. Expressar sentimentos. Não há sentimento melhor do que escrever colocando todo seu coração naquelas palavras. Não há sensação melhor do que receber um elogio por algum texto que escreveu. É só paixão. Pura paixão. Algumas pessoas entenderão, outras nem tanto. Mas lá no fundo o que mais queremos, é que as pessoas saibam o que sentimos por dentro. Eu nunca consegui isso. Mas agora? Eu escrevo. E quem sabe elas entendam um pouquinho dessa minha complicação.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. As vezes perguntas não tem respostas, apenas acontecem né!? Escrever nos liberta, não é mesmo? rs' amei esse seu texto, rola muito sentimento. amei. super beijos meu anjo.


    www.annecrisley.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre coloco sentimento nos meu textos

      que bom que gostou

      beijao enormeee

      Excluir
  2. "Não há sentimento melhor do que escrever colocando todo seu coração naquelas palavras. Não há sensação melhor do que receber um elogio por algum texto que escreveu. É só paixão. Pura paixão." Super concordo com você. Escrever liberta os medos mais profundos e enxuga as lágrimas da alma :))

    Beijos,
    www.deliriosdebloom.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu larissa
      obrigada pelo comentario e pela visita
      beijos

      Excluir
  3. amei esse post

    http://umpoucodetudo99.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.