Eu assisti: Verdade ou Desafio?


Filme: Verdade ou Desafio?
Título Original: Truth or Dare?
Lançamento: Abril de 2018
Duração:1 hora e 40 minutos
Gênero: Suspense
Distribuidora: Universal Pictures
Nota: 2,5 de 5

Esse filme é um daqueles filmes que prometia uma boa história mas quando se desenvolve não é bem isso que acontece. Vou confessar pra vocês que uma das minhas maiores motivações pra assistir esse filme teve um nome: Lucy Hale. Eu sempre acompanhei PLL então apesar de o trailer deste longa não ter me interessado muito, lá fui eu dar uma chance pra essa história( quem me acompanha aqui sabe que isso acontece muito). Mas vamos parar de enrolação e vamos ao que interessa: enredo. Um grupo de amigos faz uma viagem de férias até o México com intuito de se divertir e lá uma das moças do grupo acaba conhecendo um rapaz no bar que os levam a local abandonado, e lá eles são convencidos a jogar um jogo aparentemente inofensivo: Verdade ou Desafio. Eles jogam, e quando as coisas começam a ficar sérias e causa discórdia entre eles, eles param e voltam pra suas casas. Mas o que era pra ser um jogo simples e divertido, acaba se tornando um pesadelo para esse grupo, a personagem de Lucy é a primeira que começa a ter alucinações com alguma entidade que a obriga a jogar Verdade ou Desafio. Se você não jogar, morre. Se não cumprir o desafio, morre. Se tentar escapar, morre. É basicamente aquilo ou aquilo. Conforme os amigos vão jogando segredos que eles se esforçavam a esconder são obrigados a vir tona e um a um começa a morrer. Correndo contra o tempo, o restante das pessoas sobrevivente tem que descobrir o que aconteceu há tempos atrás e parar com o mesmo antes que ninguém sobreviva.

Esse é um daqueles filme com uma premissa super interessante mas que se perde completamente. Nem diria que se perde, caminha para o óbvio usando de muitos clichês já conhecidos de outros filmes para apresentar algo pro telespectador que pretende dar sustos, mas não consegue isso com excelência. O roteiro deste longa é extremamente fraco, com muitas pontas soltas e as vezes nenhum nexo. As atuações são medianas e não digo isso pelos atores e sim pelos personagens que não são tão bons e fracos pelo roteiro que foi apresentado. Nem a Lucy consegue salvar o filme, já que basicamente a divulgalção do mesmo girou em torno do seu nome e da sua popularidade. Dos mesmos produtores de " A morte te dá parabéns" e " Corra" esse era um daqueles filmes que eu pretendia ao menos achar bom. Mas ele ficou tão morno que eu nem consegui dizer isso.

Confesso que o mesmo tem seus pontos bacanas que trazem algo até que aceitável pro longa, mas é tão prevísivel que você consegue deduzir o que vai acontecer em seguida durante todo o tempo. Os segredos não são fortes o suficiente pra manter a trama, os desafios nada assustadores e o suposto ser não é tão aterrorizante. Um dos pontos bacanas do filme é sim, somente a pessoa enxergar o desafio e aquele sorrisinho maligno que a pessoa ao seu redor acaba formando no rosto. Fora disso, o longa aposta em sustos amadores e clichês já conhecidos de outros filmes do gênero. Senti a mesma coisa quando assisti " A morte te dá parabéns" mas a atmosfera do filme era bem diferente desse aqui que era pra ser um terror/suspense mas acabou ficando na linha dos filmes medianos que nem ao menos chegam a arrancar um suspiro da gente. Não diverte e não entretém tanto. É uma pena. 





Olivia e seu grupo de amigos de férias no México são convencidos a brincar de "Verdade ou Desafio", em um prédio em ruínas, pelo misterioso Carter. Ao passar a maldição para os recém-conhecidos, Carter alerta o grupo sobre os riscos e regras do jogo, mas não é levado a sério até que essa presença demoníaca começa a assombrar os participantes — encurralados em uma trama de chantagens e perigos que parece conduzi-los a uma única saída: a morte

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Voando Sozinha | Cybelle Santos © Todos os direitos reservados.